A Fazenda 2021: Anunciante cobra posição da Record sobre suposto assédio de Nego do Borel

A Fazenda 2021
Anunciantes querem Nego do Borel fora de A Fazenda 2021 (Imagem: Reprodução / PlayPlus)

A Aurora Alimentos foi a primeira marca patrocinadora de A Fazenda 2021 que reagiu com veemência contra o suposto estupro praticado por Nego do Borel a Dayane Mello. A empresa afirmou que “está em contato com a Record”.

Saiba tudo sobre A Fazenda 2021 na cobertura do RD1

“Em virtude dos últimos acontecimentos no programa A Fazenda, que envolvem o participante Nego do Borel e a participante Dayane Mello, informamos que a Aurora já está em contato com a Record”, comunicou.

“Estamos aguardando as apurações para que as medidas necessárias e justas sejam tomadas o quanto antes”, ressaltou. “Não apoiamos e nem vamos aceitar que atitudes que violem os direitos das mulheres ou de qualquer outro indivíduo passem impunemente”, concluiu.

Mais um “esquenta” para o programa desta noite do que um comunicado oficial sobre o caso, a Record informou por meio da conta de A Fazenda 2021 no Twitter que, “diante dos acontecimentos desta última noite, envolvendo Nego do Borel e Dayane Mello” , e que “os fatos estão sendo devidamente apurados por uma equipe multidisciplinar”.

A equipe de Dayane Mello reagiu: “Isso é inaceitável! Dayane completamente inconsciente e sem nenhuma faculdade de suas ações. Nada justifica”.

Na sequência, a equipe da catarinense avisou que reuniu possíveis evidências do que estavam alegando e pretendiam agir contra isso: “As devidas providências serão tomadas com imagens, vídeos, falas e ações de tudo que vimos assim que conseguirmos entrar em contato com os responsáveis”.

A web reagiu em peso a favor da expulsão do cantor de A Fazenda 2021. “A cultura machista que viola o consentimento das mulheres segue intacta, estão normalizando um abuso observado ao vivo em rede nacional por milhares de pessoas que já pressentiam que isso ocorreria devido a fatos anteriores. Emissora e patrocinadores negligentes”, desabafou uma internauta.

“Foi assédio seguido de estupro, os crimes foram denunciados por pessoas dentro e fora do Brasil e vocês brincaram e romantizaram o crime, e agora teremos que esperar até a noite para algo ser feito?”, questionou outra.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›