Adriane Galisteu faz homenagem a Ayrton Senna no dia da morte do piloto

Adriane Galisteu
Adriane Galisteu era namorada de Ayrton Senna na época do acidente fatal, em 1994 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Adriane Galisteu usou seu perfil no Instagram para prestar uma linda homenagem ao piloto Ayrton Senna. Neste sábado (1°), completou 27 anos da morte do ídolo nacional. A apresentadora compartilhou um registro do dia do velório e outro em um momento de carinho com o ex-namorado.

1° de maio, não tem quem não lembre onde estava…“, escreveu na legenda da publicação. Nos comentários, os admiradores também deixaram mensagens de carinho. “Ayrton é eterno“, destacou um fã. “Meu maior ídolo“, complementou outro. “Eterno em nossos corações“, exaltou um terceiro.

Os dois tiveram um romance de um ano e meio, que chegou ao fim com o trágico acidente durante a Fórmula 1, no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola, na Itália.

Durante uma entrevista recente, a contratada da Record relembrou detalhes das experiências que teve ao lado do profissional das corridas. “Eu era uma menina de 19 anos quando tudo começou e vivia puxando ele para festas. Eu dizia: ‘Ayrton, você é um cara que é tão grande, tão grande, tão grande, mas que não consegue tirar férias’. Ele não tirava férias nunca“, contou a Júnior Coimbra, no canal Rap 77.

Ele tirava poucos dias em Angra, todo mundo sabe disso. Ele ficava poucos dias e ele já ficava com uma agonia, porque ele tinha uma relação com o trabalho imensa, muito grande, muito forte. Então, ele não conseguia relaxar 100% nem nas férias“, complementou.

Eu falava assim: ‘Poxa, a gente está viajando, você conhece do aeroporto até o hotel e do hotel até o autódromo, mas não conhece mais nada. Então, a gente tem que saber se divertir também’. E eu ficava buzinando na orelha dele“, acrescentou a loira ao afirmar que essa era uma reclamação recorrente.

Durante a entrevista, a loira também comentou que Senna morreu sem realizar um grande sonho, conhecer a Disney. “Isso é muito triste“.

Galisteu destacou ainda que falar dos momentos que teve com ele será sempre uma gratidão: “Carrego minha história com ele como um escudo, e não como um fardo. Acho que as pessoas já entenderam isso, que não me sinto incomodada. Nem eu, nem meu marido, nem a minha família. Porque todo mundo que vive no Brasil e que tenha a nossa idade conheceu, viveu e era fã. Meu filho tem 10 anos e sabe muito bem quem ele é, quem ele foi, que ele foi meu namorado, tudo o que eu vivi. E já é fã do Ayrton Senna“.

Confira:

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›