Alexandre Frota deve R$ 100 mil a Caetano Veloso por polêmica de 2017

Alexandre Frota
Alexandre Frota deve quase R$ 100 mil a Caetano Veloso após perder ação (Imagem: Reprodução / Instagram)

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) deve cerca de R$ 100 mil ao cantor Caetano Veloso por chamá-lo de “pedófilo, ladrão, estelionatário” na internet. O parlamentar foi condenado pela Justiça em novembro de 2020 a indenizá-lo em R$ 60 mil, mas não cumpriu a decisão até o momento.

A juíza Juliana Leal, da 11ª Vara Cível do Rio de Janeiro, condenou o tucano, que não recorreu da decisão. Os advogados do artista estão cobrando do ex-astro dos filmes pornográficos a quantia corrigida e com juros no valor de R$ 94.457,31. A informação é do jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

Em novembro de 2017, mais de um ano antes da eleição de 2018, vencida pelo então candidato Jair Bolsonaro, do PSL, e defendida por unhas e dentes por Frota, na época do mesmo partido, o ex-artista falou sobre os processos de Caetano contra ele e o MBL (Movimento Brasil Livre).

“Se descobre a Playboy em que a Paula Lavigne diz que aos 13 anos de idade o Caetano teve relações sexuais com ela, ele tendo 40 anos de idade. E aí entrou uma #CaetanoPedófilo, e ele ficou louco com isso, obviamente. O MBL fez mais de 80 postagens. E o Caetano abriu processos contra mim, contra o MBL e pessoas que compartilharam”, relatou Alexandre Frota.

Recentemente, o político fez um desabafo engasgado há anos envolvendo Record, A Fazenda e Rodrigo Carelli, o diretor de realities da emissora paulista. “Eu não tenho boas lembranças do Rodrigo porque ele não teve gratidão comigo. Sou responsável por ter levado A Fazenda a Record e ter iniciado esse projeto”, contou em entrevista ao jornalista Leo Dias, do portal Metrópoles.

“Graças a mim, o programa está no ar até hoje. Fui eu quem trouxe o Rodrigo Carelli para a Record. Quem ajudou a elaborar o contrato do Carelli fui eu. O primeiro salário dele, na época, foi de R$60 mil”, revelou.

“O Rodrigo se apoderou da Fazenda, sendo que fui eu quem o convidou e eu quem tive de sair de lá. Num projeto de poder entre ele e o bispo Honorilton Gonçalves, o Carelli praticamente me derrubou de um programa que elaborei e fiz acontecer. Eu quem o convidei para fazer parte de tudo isso”, frisou.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›