Âncora da Band critica em telejornal novo trabalho de Sergio Moro

Band
Eduardo Oinegue criticou o novo trabalho do ex-ministro (Imagens: Reprodução – Band – Agência Brasil/ Montagem – RD1)

Eduardo Oinegue chamou a atenção nesta semana ao usar o espaço do Jornal da Band para desabafar sobre o novo trabalho do ex-ministro do governo Bolsonaro Sergio Moro.

“O ex-ministro Sergio Moro vai trabalhar como sócio-diretor de uma consultoria que tem entre os clientes a construtora Odebrecht. A empresa Alvarez & Marsal é a responsável pela recuperação judicial da empreiteira grande alvo da Lava-Jato quando Sergio Moro era juiz”, iniciou o âncora.

O jornalista ressaltou: “Ele diz que aceito o cargo para ajudar empresas com políticas anticorrupção. Bom, quando era juiz da Lava-Jato, Sergio Moro não parecia se preocupar com o futuro das empresas investigadas”.

“Quantas companhias, quantos empregos poderiam ter sido salvos se ele se preocupasse mesmo. Se corresse atrás dos empresários corruptos, mas deixassem as empresas funcionarem. Só que não”, acrescentou Eduardo Oinege.

O apresentador da Band encerrou: “Dançaram os corruptos, mas dançaram as empresas e dançou a engenharia nacional. E agora Sergio Moro vai fazer o que? Ganhar dinheiro se preocupando com as empresas, como diretor de uma companhia que cuida em particular de empresas em dificuldade, inclusive dificuldades provocadas pela Lava-Jato, basta ver que a Odebrecht é cliente. A Odebrecht, que a Lava-Jato simplesmente destroçou”.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›