Anitta fala sobre ser reconhecida nos EUA e revela seu maior defeito

Anitta
Anitta contou sobre como tem sido a vida no exterior (Imagem: Reprodução / Instagram)

Focada na carreira internacional e morando nos Estados Unidos, Anitta revelou que já tem causado certo burburinho nos lugares públicos por onde passa. Em entrevista à Harper’s Bazaar Brasil, a funkeira contou:

“Já estou começando a ser notada em restaurantes, na academia e pelos paparazzi. Nem posso mais sair com qualquer roupa na rua como no início”.

Anitta abriu o jogo sobre as dificuldades do seu alto investimento nesse passo tão importante em sua carreira. “Sabia que iria descer todas as escadas e começar do zero. Bati na porta de rádios esperando para dar entrevista. Algumas vezes conseguia, outras não. E tudo bem. Passei da pessoa que era procurada para aquela que ia atrás“, disse.

“Não existe nenhum artista brasileiro com carreira internacional e quando eu perguntava por que, ouvia sempre a mesma resposta: ‘Impossível’. Essa palavra para mim não existe. E quando a ouço, aí sim quero mais ainda ir atrás do meu desejo. Comecei a estudar para fazer acontecer“, completou.

A funkeira comentou sobre fama, quando confessou: “De repente, estava mergulhada em uma areia movediça. Quanto mais me mexia, mais afundava“. A artista ainda brincou ao falar do seu maior defeito: “Enjoo da minha cara, do bofe, de tudo”.

Aliás, na última semana, a cantora desabafou sobre ter participado do programa americano The Late Late Show com a nova música Faking Love, ao lado da rapper Saweetie, e ver poucos falando sobre isso.

Na ocasião, ela lamentou o fato das pessoas se interessarem apenas por repercutir as suas polêmicas e ignorar as vitórias profissionais, mesmo sendo a primeira brasileira a conseguir tudo isso:

“Tem coisa que não dá pra entender, né? Ontem eu fui a primeira brasileira a cantar e dar entrevista num dos maiores programas do EUA. Hoje tem meia dúzia de gato pingado postando sobre isso no meu país (que são os meus amigos, no caso)”.

“Isso não me intrigaria tanto se não fosse um porém: se ontem, ao invés de ter sido a primeira brasileira nesse programa, eu tivesse envolvida em alguma fofoquinha eu tido alguma atitude que desagradou alguém, isso teria se tornado a maior manchete do país. Comentado e postado por tudo e todos. Isso não é curioso?”, prosseguiu.

“Inclusive tem mais chances desses tweets viralizarem do que minha própria apresentação em si. Gente se isso não é muito difícil de entender eu tô ficando doida”, lamentou.

“Fico olhando meus amigos latinos quando fazem algo do tipo, seus países caem pra dentro postando, apoiando, celebrando e nem é algo inédito pra eles. Eles entendem que a união faz a força. Enfim…”, desabafou.

“Para os meus fãs a notícia de agora é: acabo de ser confirmada no Lollapalooza. De Paris, não do Brasil. Minha eterna gratidão a quem apoia meu trabalho suado. Amo vocês”, agradeceu.

“E meus fãs, óbvio sempre engajando até o talo os posts da apresentação nas páginas do programa, amo”, completou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›