Após Carioca e Paulista, Record quer tirar campeonatos Mineiro e Gaúcho da Globo

Record
Record quer mais campeonatos estaduais em sua programação (Imagem: Reprodução / Record)

A tarde da última sexta-feira (24) foi de bastante movimentação no mundo esportivo após o anúncio do Campeonato Paulista na Record a partir do ano que vem. Com contrato de quatro anos, a emissora paulista passou a perna na Globo e fechou o acordo com a FPF (Federação Paulista de Futebol).

Depois do Campeonato Carioca, o Paulistão foi a segunda jogada de mestre do canal em menos de um ano. A proposta da TV dos bispos foi superior as duas concorrentes, Globo e SBT. Os dois torneios eram figuras carimbadas na programação do Plim Plim nos últimos anos.

Segundo o UOL, o desejo da Record por campeonatos de futebol não parou no Paulistão. A direção da empresa de comunicação de carta branca para a compra dos direitos dos Campeonatos Gaúcho e Mineiro.

Confira a nota na íntegra da FPF sobre o contrato com a Record:

“O Paulistão terá uma nova parceira de TV aberta a partir de 2022. A Record TV venceu a concorrência pelos direitos de TV aberta do maior e mais tradicional campeonato regional do Brasil. A emissora exibirá 16 partidas do Paulistão por temporada, sendo um jogo por rodada na primeira fase, um das quartas, uma semifinal e as duas finais.

A Record se junta ao YouTube como os parceiros de mídia para o novo ciclo de direitos que se inicia em 2022. Com este acordo, a Federação Paulista dá mais um passo importante na construção de um novo modelo de distribuição do Paulistão, ampliando o número de parceiros e assegurando exposição ainda maior em todas as plataformas da competição que é líder de audiência pelos últimos quatro anos consecutivos.

Assim como acontece nas principais competições do mundo – como Premier League, Champions League e Libertadores da América – a produção e geração de imagens do Paulistão serão realizadas pela FPF. Isto garante  padronização na produção e uma identidade visual única nas transmissões, independentemente de quem transmite, melhorando a percepção do produto para torcedores e patrocinadores.

“É com grande satisfação que anunciamos hoje um acordo novo, com uma emissora gigante como é a Record TV. A emissora terá, a partir de 2022, o campeonato líder em audiência no Brasil. Será, sem dúvida, mais um ciclo de sucesso, agora em uma nova casa”, afirma Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF.

No Paulistão, a Record TV terá exclusividade em TV aberta, e o YouTube será a única plataforma digital aberta a transmitir os jogos. A FPF e a LiveMode, agência responsável pela comercialização dos direitos da competição, seguem negociando com outros parceiros as outras janelas de jogos. O anúncio dos novos contratos deve acontecer nas próximas semanas.”

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›