Após fazer comentário homofóbico, Leandro Narloch é demitido da CNN Brasil

Leandro Narloch
Após repercussão negativa por comentário sobre homossexuais, Leandro Narloch é demitido da CNN Brasil (Imagem: Reprodução / CNN Brasil)

Devido à repercussão negativa, após ligar a imagem dos homossexuais à promiscuidade, Leandro Narloch foi demitido da CNN Brasil. A decisão foi confirmada pelo canal de notícias na tarde desta sexta-feira (10).

O contrato foi rescindido de maneira unilateral, após uma análise do conselho da estação. A partir de agora, o comentarista não vai fazer parte dos telejornais da emissora. Ainda não foi definido o substituto de Leandro no posto.

Em nota, a CNN confirmou a dispensa de Narloch, mas não citou o episódio que aparentemente foi o motivador da dispensa: “A CNN Brasil comunica que decidiu rescindir o contrato do jornalista e escritor Leandro Narloch. A empresa agradece pelos serviços prestados no período em que ele fez parte de nossa equipe de analistas e deseja sucesso no seguimento da carreira”.

Na edição do Live CNN da última quarta-feira (08), Narloch comentava sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal que libera homens que se relacionam com pessoas do mesmo sexo a doar sangue. A orientação anterior só autorizava os candidatos a doadores nestas condições a esperarem um ano.

Ao vivo, o jornalista afirmou que a atitude do STF representava uma “mudança pequena” na sociedade e que “gays têm uma chance muito maior de ter Aids”. Os apresentadores Phelipe Siani e Marcela Rahal ficaram sem reação após o comentário, que também repercutiu nas redes sociais.

“A regra como estava agora, estava muito injusta com os gays. Por exemplo, que se cuidavam, que faziam sexo protegido ou então que tinham um parceiro só durante toda a vida. E se você simplesmente fizer uma regra, como já existem em vários hemocentros, que exclui as pessoas que têm muitos parceiros sexuais, ou sexo sem camisinha, você já retira todo o problema. Então aí é uma pequena mudança e, sim, muito boa”, encerrou o jornalista, que ainda citou uma suposta pesquisa que comprovaria que 25% dos homossexuais de São Paulo seriam portadores do HIV.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.