Após homofobia, Walkyria Santos esclarece sexualidade do filho e atitude da tia

FIlho da cantora foi vítima de homofobia (Imagem: Reprodução / Instagram)

ALERTA GATILHO: Este texto aborda assuntos como depressão e suicídio. Se você se precisa de ajuda, procure um médico, psicólogo, amigo, familiar ou o CVV – Centro de Valorização da Vida (ligue 188).

A cantora Walkyria Santos, de Natal (RN), é mãe de Lucas Santos, adolescente de 16 anos que cometeu suicídio após comentários homofóbicos nas redes sociais. Porém, ao contrário do que muitos pensavam, ele não era gay.

Foi a própria Walkyria que fez a revelação, esclarecendo os boatos que circulavam nas redes sociais.

“Dando uma passada um pouco nas redes sociais, vejo muita gente ainda falando ‘ah, ele acabou fazendo isso porque tem muito medo da tia, porque a tia bate nele’. Gente, minha irmã é mais do que uma tia, foi muito mais mãe do que eu”.

“Ela repreendia mesmo, muito mais do que eu, até porque eu sempre trabalhei fora cantando e ela tinha que ter aquele pulso firme com eles. Lucas tinha uma mania de quando ele fazia alguma coisa, já dizia, ‘tia, vou botar uma armadura, viu? Porque sei que a senhora vai me dar uma pisa’”, explicou.

“Meu Deus, nunca levou uma pisa, era só beijo e abraço. Não foi o vídeo que ela não estava aprovando, eram os comentários que a gente e já sabia que iam ter, porque as pessoas são ruins demais, maldosas”, prosseguiu.

“E muitos estão perguntando: ‘mas ele era gay e estava com medo de assumir?’. Não, gente, meu filho não era gay. E, se fosse, seria meu filho do mesmo jeito. Foi uma brincadeira de adolescente que ele achou que ia ser engraçado, mas as pessoas não entenderam”, esclareceu.

“Por isso que eu e a tia dele pedimos para ele apagar o vídeo, porque eu sei o quanto a internet está doente, eu vivo na internet, e sei que a cabecinha dele não ia aguentar os comentários maldosos e foi isso que aconteceu. Então, parem de julgar. Se ponham um pouco no nosso lugar”, completou.

Nos Stories do Instagram, Bruno Santos, irmão mais velho de Lucas, se mostrou inconformado com a perda.

Ele mostrou quem foram os verdadeiros culpados pelo fato do irmão mais novo ter tirado a própria vida, os responsáveis pelos comentários preconceituosos em um vídeo que gravou com um amigo.

Bruno é quatro anos mais velho que Lucas e disparou: “Ainda sem acreditar em tudo isso. Perdi uma parte de mim, que nunca mais vai voltar. Por causa do ódio gratuito nas redes, meu irmão se foi”.

“Por causa de pessoas que se acham no direito de julgar e apontar, ele se foi. É um ambiente doentio e podre. Cheio de pessoas que se acham no direito de julgar o outro, apontar, decidir e isso é certo ou não, baseado apenas no que elas acreditam”, desabafou.

“E, caso vá contra o que acreditam, o próximo passo é ‘cancelar’, como se fossem um usuário e senha de um joguinho. Mas isso não é um jogo, gente. Isso é a porra da vida real. E eu, simplesmente, não consigo entender de vem tanto ódio”, confessou.

“O meu irmão se foi. Mas ele não tirou a própria vida, não. A internet matou ele. Comentários de ódio mataram ele. Os juízes da internet mataram ele. Meu coração está em pedaços e não sei como vou colar tudo de novo”, relatou.

“Eu te amo, meu irmãozinho. Que Deus te guarde no melhor lugar, ao lado dele! Estarei aqui te dando orgulho, porque sei que você está assistindo tudo dai de cima. Prometo que sua morte não passará em branco!”, declarou.

“As pessoas ainda vão me ouvir! Prometo que vou dar minha vida para salvar todos dessa crueldade para que não passem pelo que você passou”, finalizou.

Vale lembrar que a mãe do adolescente não conseguiu ir ao enterro do jovem nesta quarta-feira (04). Em conversa com a Quem, Vittor Melo, noivo da cantora, explicou que ela está extremamente abalada.

Lucas foi encontrado morto em casa, em Natal (RN). O garoto tirou a própria vida depois de receber comentários homofóbicos por um vídeo que publicou no TikTok, e o empresário revelou:

Ela não conseguiu ir ao enterro [cemitério Vila Flor, em Macaíba, Região Metropolitana de Natal, às 10 horas de quarta (4)]. Está péssima“.

Segundo ele, a famosa só conseguiu ir ao velório do menino, no Centro de Velório São José, em Natal, na noite de terça-feira (03).

A assessoria da famosa ainda contou que Bruno, de 20 anos, e  Maria Flor, de 10, filhos de Santos, também estão muito tristes pela perda do irmão.

Confira:

(Imagem: Reprodução / Instagram)

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›