Após polêmica, Diogo Mainardi vai voltar ao Manhattan Connection

Diogo Mainardi
Diogo Mainardi deve voltar para o elenco do programa Manhattan Connection (Imagem: Reprodução / TV Cultura)

Lucas Mendes, cocriador do Manhattan Connection, manifestou o interesse pelo retorno de Diogo Mainardi ao programa por meio de um comunicado enviado para a produtora Blend, responsável pela intermediação do acordo com a TV Cultura, aos profissionais da emissora paulista e aos responsáveis pelo talk show.

Segundo a jornalista Cristina Padiglione, do F5, ele disse que “depois de nove meses, terminou de forma súbita a temporada do Manhattan Connection na TV Cultura”. Segundo ele”, houve um impasse, alheio a nós, entre a TV e a Blend”.

No comunicado, o âncora fez agradecimentos: “A produtora, que acreditou e investiu em nós, e a TV Cultura, que nos acolheu com extraordinária atenção e profissionalismo, nossa gratidão, sempre. A todos vocês que estão conosco há quase 30 anos, nos despedimos com abraços agradecidos, sem adeus”.

No final, ele destacou a possibilidade da volta de Diogo: “Estamos investidos na recriação do Manhattan com a volta do querido e indispensável Diogo Mainardi e outras atrações. Até já, As Manhattazanas”.

A polêmica

Um dos responsáveis pelo sucesso do Manhattan Connection, Diogo Mainardi deixou o programa de entrevistas depois de uma polêmica com um entrevistado, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

O jornalista falou que a emissora pública coordenada em parte pelo Governo de São Paulo, comandado pelo governador João Doria, informou que o seu pedido de demissão “é um assunto interno da produtora”, mas não “esclareceu o conteúdo dos telefonemas de Gilmar Mendes e João Doria”.

“Durante o programa, Kakay disse que Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato — aqueles que escancararam a rapina na Petrobras e prenderam os clientes de Kakay — deveriam estar na cadeia”, recordou.

“Quando Lucas Mendes me passou a palavra, sugeri mudar de assunto, porque o defensor lulista, em meu tribunal particular, já foi julgado parcial e suspeito para falar sobre bandidagem”, cutucou.

“Ele reagiu chamando-me de humorista azedo e burro. Eu não me ofendi. Eu não me ofendo com nada. Só achei pitoresco. Um chimpanzé pula de galho em galho melhor do que eu. Ele come banana melhor do que eu. Ele se masturba melhor do que eu. Mas é pitoresco que ele interprete suas habilidades simiescas como um sinal de argúcia”, finalizou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›