Após polêmica, Monark ganha espaço na Jovem Pan e desabafa sobre ingratidão

Monark
Monark desabafa sobre ingratidão após polêmica (Imagem: Reprodução / YouTube)

O youtuber Bruno Aiub, conhecido como Monark, conseguiu participar do Pânico, da Jovem Pan, onde desabafou sobre a polêmica em que se envolvendo recentemente. Ele refletiu sobre o que aprendeu após ter sido dispensado do Flow Podcast sob a acusação de fazer apologia ao nazismo.

Monark disse que “ficar muito bêbado e fazer um podcast sobre política e coisas sérias talvez não seja uma boa ideia”. “A ideia que eu estava defendendo é a ideia de liberdade de expressão. Mas eu errei, defendi essa ideia de uma forma muito burra. Eu estava bêbado e isso ajudou”, declarou.

“Essa galera da internet é muito ingrata, a gente teve muitos ataques, é meio triste. Existe uma onda positiva e aí tem a onda negativa, quando está todo mundo querendo destruir a parada. Eu não estou falando nem da opinião pública, mas de quem participou do programa”, disse.

Veja Também

O youtuber ainda ressaltou: “Não é algo que eu faria, eu vejo o meu caráter e se o cara que me ajudou no passado está em um mau momento, eu vou ficar quieto, não vou aumentar o ‘hype’ negativo, acho imoral”.

Ele, cabe lembrar, se afastou das redes sociais em fevereiro deste ano após a polêmica acusação que sofreu de fazer apologia ao nazismo. Durante entrevista, ele defendeu a criação de um partido nazista no Brasil que fosse reconhecido por lei. Na ocasião, ele chegou a pedir desculpas e justificou sua fala ao fato de estar bêbado no momento.

Monark toma atitude

Recentemente, ele contou que retornou do período “off” com “mais liberdade”. “Minhas férias acabaram, se preparem que estou de volta, agora com mais liberdade do que nunca”, escreveu o influencer em seu perfil no Twitter.

Monark ainda compartilhou um post do Rumble, plataforma que já sinalizou a sua entrada no mercado brasileiro. A empresa, cabe destacar, atua de forma similar ao YouTube, mas é conhecida por ser o reduto da extrema-direita conservadora.

A plataforma, por exemplo, já foi adotada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Está aí uma plataforma que respeita a liberdade de expressão e que não vai censurar ninguém”, escreveu o ex-integrante do Flow.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›