Apresentadora que acusa ex de agressão fica chocada com decisão de juíza e chora

Record
Silvye Alves se emocionou ao falar de derrota na Justiça (Imagem: Reprodução/ Instagram)

Apresentadora do Cidade Alerta Goiás, da Record, Silvye Alves usou o seu Instagram, nesta terça-feira (13), para desabafar sobre ter descoberto que, segundo ela, uma juíza negou o pedido para busca e apreensão na casa de seu ex-namorado, Ricardo Hilgenstieler.

No mês passado, o empresário teria invadido o apartamento da jornalista e a agredido. Na época, inclusive, ela chegou a ficar alguns dias afastada da TV e até fez alguns procedimentos cirúrgicos.

“Fui surpreendida por uma decisão da justiça que corta o meu coração”, iniciou a jornalista, em um vídeo publicado na rede social. “Muitas pessoas não sabem porque eu não vou citar o nome do meu ex, eu não vou descumprir aquilo que a justiça me determina, mas não posso admitir que uma coisa dessa aconteça enquanto mulher”, seguiu.

Silvye Alves, então, explicou a decisão da juíza. “Eu só estou vindo aqui para trazer a público uma situação porque é inadmissível o direito que me foi tirado hoje por uma juíza mulher“, enfatizou a apresentadora da Record, que chorou na gravação.

“Eu não sei se essa juíza tem filha, eu não sei, eu nunca vi o rosto dessa juíza, mas eu estou indignada com essa excelentíssima juíza”, desabafou ela.

“Um dos processos que eu abri contra o meu ex, ele é contra a dignidade sexual. E o quê que é isso? É quando a pessoa faz algum registro seu, da sua intimidade sem a sua autorização, sem o seu consentimento”, comentou a famosa, ainda muito emocionada.

Ela, então, relembrou de uma viagem do ex-casal. “Num momento muito particular meu, eu praticamente sem roupa, esse ser me filmou e eu não vi, enfim… Quando nós terminamos, ele me mandou esse vídeo no WhatsApp e escreveu para eu guardar de lembrança. Eu fiquei em choque. No primeiro momento dá aquele pânico, você fica desesperada”, garantiu.

A famosa disse que pediu para o ex-namorado apagar as filmagens do celular, com medo de que ele fosse roubado. De acordo com ela, ele negou o pedido e disse para ela “ficar tranquila”. Pouco tempo depois, ele a teria ameaçado “porque ela sabia o que tinha na mão dele”.

“Pelo amor de Deus, é o meu corpo, é a minha vida. Como que a senhora pode ter negado isso, Dra. Renata? Como que a senhora teve coragem de negar isso? E eu não estou falando da agressão física que eu sofri, não. Eu estou falando porque eu sou uma mulher, eu tenho uma profissão, eu tenho um filho”, lamentou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›