Audiência da TV: Diário de um Confinado faz boa estreia na Globo

Diário de um Confinado
Bruno Mazzeo (Murilo) em Diário de um Confinado; série registra boa audiência (Imagem: Reprodução / Globo)

Primeira série produzida de forma remota, com gravações no apartamento do protagonista Bruno Mazzeo e da diretora Joana Jabace – casados na “vida real” –, Diário de um Confinado fez boa estreia em na Globo no último sábado (4), conforme dados de audiência obtidos na Grande São Paulo.

Diário de um Confinado, que também está disponível no Globoplay, atingiu 19,8 pontos. Trata-se de um índice próximo ao registrado no horário pela edição de melhores momentos do Zorra ou por apresentações musicais como a de Luan Santana; o espetáculo Luan Love em Casa, do último dia 13, rendeu 18,8 de média.

O sábado na Globo trouxe ainda o Como Será?, de Sandra Annenberg, com 3,6 pontos. O É de Casa fechou em baixa: 4,8 de média; Ana Furtado, André Marques e Patrícia Poeta responderam pelo programa. O treino para o GP da Áustria de Fórmula 1 alcançou 5,3.

O SP1 elevou para 10,1 pontos. Rodrigo Bocardi comandou o noticiário. O Jornal Hoje, entregue a Márcio Gomes, fechou com 11,5. A Sessão de Sábado marcou somente 9,4 de média com Diário de uma Paixão (2004). O Caldeirão do Huck, por sua vez, saiu de cena com 11,8.

No horário nobre, 22,2 do SP2 com Alan Severiano e 26 para o Jornal Nacional; Ana Paula Araújo e André Trigueiro dividiram a bancada. O Altas Horas, que reapresentou o especial sobre Erasmo Carlos, acumulou 10,7 pontos. Ainda, 7 de Dia Sem Fim (2017) em Supercine, 4,4 para O Tempo e o Vento (2013) no Corujão e 3,1 de Stuart Little 3 (2005) na mesma sessão.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.