Audiência da TV: Fina Estampa afeta desempenho de Globo Repórter inédito

Globo Repórter
Glória Maria no comando do Globo Repórter em homenagem aos 70 anos de TV no Brasil; exibição tarde da noite prejudica audiência (Imagem: Reprodução / Globo)

O último capítulo de Fina Estampa (2011) fez o especial do Globo Repórter sobre os 70 anos de TV no Brasil, apresentado por Glória Maria e Sandra Annenberg, varar a madrugada de sexta-feira (18) para sábado (19). Com isso, a audiência da edição do jornalístico da Globo em homenagem ao veículo de maior penetração no país foi “tímida”, conforme dados anotados na Grande São Paulo.

O Globo Repórter atingiu 19,7 pontos; antes, Fina Estampa assegurou 37,6 de média. O programa exaltou o jornalismo e as novelas, exaltando profissionais como Glória Perez, Renata Vasconcellos, Tony Ramos e William Bonner. Além de Glória e Sandra, o GR trouxe entrevistas realizadas – de forma remota – por Edney Silvestre, Isabela Assumpção e Renato Machado.

Logo depois, o Jornal da Globo arrebatou 10,3 de média. Renata Lo Prete conduziu o noticiário, que contou com uma coluna de Nelson Motta sobre a relação da TV com a música. O Conversa com Bial recebeu Cid Moreira, revisitando a trajetória do inesquecível locutor do Jornal Nacional; foram 6,5 pontos para o talk-show. Ainda, 5,7 com Jogo de Espiões; no Corujão, 4,7 de Eu Sou o Número Quatro (2011) e 4,4 para Querida Mamãe (2017).

Pela manhã, 9,2 do Bom Dia São Paulo, a cargo de Rodrigo Bocardi. O Bom Dia Brasil, com Ana Paula Araújo, anotou 9,4. O Encontro com Fátima Bernardes, por sua vez, amealhou 7,4 de média. Na faixa vespertina, 10,5 do SP1 de César Tralli, 10,7 com o Globo Esporte de Felipe Andreoli e 11,8 para o Jornal Hoje de Márcio Gomes – substituindo Maju Coutinho, de férias.

Na Sessão da Tarde, A Lenda do Tesouro Perdido – Livro dos Segredos (2007) alcançou 11,2 pontos. No horário nobre, o SP2 com Alan Severiano acumulou 24 de média. O mesmo Alan marcou presença no Jornal Nacional, ancorado por Renata e William; o jornalista comandou o boletim da Covid-19. O telejornal consolidou 32,4 pontos.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com