Brasileira acusa poderoso de Portugal de plagiar sua obra
Brasileira acusa poderoso de Portugal de plagiar sua obra (Imagem: Reprodução / Montagem – RD1)

A direção da TVI, uma das maiores emissoras de televisão de Portugal, foi surpreendida nesta semana por um processo de plágio movido por uma escritora brasileira reivindicando a autoria da novela A Única Mulher, exibida no país entre 2015 e 2017. Assim como sua antecessora no horário, Ouro Verde, a trama também teve os seus direitos de exibição comprados no Brasil pela Band.

Marisa Medeiros, nascida em São Paulo e produtora de diversas peças teatrais, como Mulheres do Brasil e Roda Chico, acusa a TVI de copiar o roteiro de um projeto em que ela entregou pessoalmente à direção da emissora em 2013, cujo o título era A Sete Chaves. A escritora, que morou em Portugal durante vários anos, registrou a obra no Instituto Geral das Atividades Culturais (IGAC).

Medeiros acusa José Eduardo Moniz, à época consultor de conteúdo de emissora e hoje à frente do artístico da Band, de copiar o seu projeto. Os diretores Renato Freitas e Lúcia Feitosa, que também teriam tido acesso ao conteúdo, entraram no processo, assim como a produtora Plural Entertainment.

Com mais de 500 capítulos e dividida em três temporadas, A Única Mulher foi um fenômeno de popularidade em Portugal. A trama abordou o racismo ao mostrar o romance de um herdeiro milionário com uma enfermeira angolana. Atores conhecidos pelo público brasileiro, como Bruno Cabrerizo e Karla Muga, fizeram parte do elenco.

A TVI e o executivo José Eduardo Moniz ainda não se pronunciaram sobre o assunto. Tão logo o façam, suas versões serão incluídas neste texto.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA