BBB 2019
Após depoimento, Paula deixou delegacia sem falar com a imprensa (Imagem: Antonio Scorza / Jornal Extra)

A ex-sister Paula Von Sperling, vencedora do BBB 2019, prestou depoimento na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), no Rio de Janeiro, na tarde de segunda-feira (15). Ela é investigada pelo crime de intolerância religiosa por declarações feitas dentro do confinamento.

O depoimento durou mais de duas horas, segundo O UOL. Sem falar com a imprensa, Paula deixou a delegacia já na parte da noite, no banco traseiro de um carro, acompanhada da irmã. Ela cobriu o rosto e, também, as janelas do carro com um pano, para tentar evitar os cliques de fotógrafos.

Vencedora do reality show, de onde levou R$ 1,5 milhão, Paula pode responder pelo crime de injúria ou preconceito alusivo à religião. Em entrevista, o delegado titular da Decradi, Gilbert Stivanello, alertou à publicação que o caso serve de lição para os próximos participantes do programa.

“Em algum momento as pessoas acabam falando o que não deviam. Mesmo sendo reality, tem que saber o que falar, tem que respeitar etnia, religião, idade, enfim, ao próximo”, disse. Um relatório será enviado à Justiça e o Ministério Público para se decidir entre denúncia ou arquivamento. Se condenada, ela pode pegar de um a três anos de reclusão e multa.

A polêmica ocorreu em 6 de fevereiro, Paula fez comentários considerados preconceituosos enquanto conversava com Rodrigo e Hariany. Na ocasião, a loira disse ter medo do brother por ele ter contato “com esse negócio de Oxum”, e afirmou que “Nosso Deus é mais forte”. Fora da casa, ele também prestou depoimento.

BBB 2019: Polícia marca data para Paula comparecer à delegacia

A festa da vitória do BBB 2019 para Paula von Sperling teve poucos momentos de folia. Isso porque, assim que saiu da casa mais vigiada do Brasil, ela não só soube que está sendo investigada como, também, recebeu a notícia de que terá que depor à Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Segundo o jornal Extra, Paula terá que comparecer na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). A advogada da mineira já recebeu a intimação e o comparecimento dela deve ocorrer na quarta ou terça-feira.

Paula deverá estar acompanhada de sua irmã, que também atua como sua advogada. Ela está sendo investigada por injúria e preconceito baseado em intolerância religiosa, devido a comentários feitos no BBB.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos