BBB 2021: Camilla, João, Gil e Juliette tomam atitude após eliminação de Rodolffo

Rodolffo foi eliminado e participantes comemoraram no BBB 2021 (Imagem: Reprodução – Globoplay / Montagem – RD1)

Rodolffo deixou o BBB 2021 nesta terça-feira (7), com 50,48% dos votos, e parte dos participantes não conseguiu esconder a felicidade com o resultado de mais uma berlinda.

Saiba tudo sobre o BBB 2021 na cobertura do RD1

Porém, como forma de não mostrar desrespeito com os brothers que ficaram arrasados com a perda, Juliette, Camilla de Lucas, João Luiz, Gil e Fiuk tomaram uma atitude.

Eles saíram correndo pela sala e foram até a dispensa, onde fecharam a porta e gritaram bem alto, eufóricos com o fato de Gilberto ter garantido mais uma semana na casa.

A repercussão foi imediata. Alguns internautas, porém, criticaram a presença de Fiuk entre eles. “Olha o Fiuk se infiltrando no quarteto favorito, tirem ele daí”, pediu uma pessoa.

“Sai daí rapidão Fiuk, tá destoando o VT pro top 4”, reclamou outra. “Eles pedindo ‘vamos respeitar os outros’. Ai gente, coisa linda! Eu não ia ter respeito nenhum”, brincou mais uma.

Vale lembrar que Rodolffo saiu da casa mais vigiada do Brasil em meio à polêmica acerca de seu comentário sobre o cabelo de João Luiz.

O episódio rendeu, inclusive, uma conversa franca de Tiago Leifert com os brothers a respeito de racismo.

O discurso de eliminação incluiu falas do apresentador sobre erros, intencionais ou não, e respostas do público.

Tiago comentou a ligação que os brothers fazem com o Paredão, interpretando a permanência no reality como aprovação.

Rodolffo chegou a afirmar, mais de uma vez, que estava em alta perante o telespectador por ter escapado de berlindas anteriores.

Após encerrar a votação e antes de anunciar o resultado, Leifert citou o ocorrido entre João Luiz e Rodolffo:

Hoje eu vou desligar o modo apresentador um pouco. Dar uma pausa no jogo e falar como fã de vocês. Eu queria falar com meu amigo Rodolffo. […] Vendo o que aconteceu ontem no jogo e vendo a forma como você se defendeu na hora, me preocupou e é por isso que eu tô aqui pra conversar com você de homem branco pra homem branco”.

Meu cabelo também não é liso. As outras crianças lixavam o dedo brincando que era cabelo de lixa, escondiam lápis no meu cabelo e tal, mas isso nunca fez a menor diferença pra mim”, explicou.

“Eu não tô nem aí pro meu penteado, se meu cabelo tá caindo. […] Um cabelo black power que é o cabelo do João não é um penteado, é mais que um penteado, é um símbolo de luta, de resistência. Foi o que os pretos americanos usaram como símbolo antirracista”, destacou o apresentador.

Eles vestiram o black power pra mostrar pras pessoas que eles se aceitavam, que eles se amavam. Porque até pouquíssimo tempo atrás, uma pessoa como o João, como a Cami, lá nos Estados Unidos, tô falando do país mais livre do mundo, tinha que levantar do banco pra um branco sentar”, lamentou Tiago Leifert, complementando:

É por isso que quando a gente faz um comentário sobre o cabelo do João, a gente não tá falando de penteado que é o que você achou que você tava fazendo. […] Você tá falando de um símbolo. Você tá falando do que o João é, do que o João sente, do que o João viveu na pele dele, da história do João, da ancestralidade do João. Tem muito ali”.

Tiago pontuou que não via maldade no comentário de Rodolffo, mas que, ao mesmo tempo, legitimava a dor de João Luiz. “Porque tem milhares de meninos e meninas pretos e pretas que sentem a dor que o João sentiu. E a dor que o João sentiu não discerne entre um comentário ingênuo e um comentário maldoso. […] O sem querer e o de propósito doem do mesmo jeito”, concluiu.

Confira:

Lucas MedeirosLucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›