BBB 2021 faz Multishow alcançar a liderança na TV por assinatura

BBB 2021
Primeira semanada do BBB 2021 faz Multishow bater recorde de audiência no horário nobre (Imagem: Reprodução / Globo)

Não foi só Globo e Globoplay que foram beneficiados com a estreia do BBB 2021, em janeiro. O Multishow, canal por assinatura do Grupo Globo, conseguiu um feito histórico para os seus padrões de audiência na semana de estreia do reality show mais visto da TV brasileira.

Nos primeiros sete dias do programa comandado por Tiago Leifert, o Multishow atingiu a liderança da TV paga no horário nobre. Ao todo, mais de 4,4 milhões acompanharam a atração, o que representou um crescimento de 68% na comparação com o mesmo período de 2020.

No ranking geral, incluindo TV aberta e TV por assinatura, o canal foi vice-líder, atrás somente da Globo. Após a exibição do BBB 2021 na emissora principal, o canal da Globosat acompanha mais 45 minutos ininterruptos da casa mais vigiada do país.

O Globoplay, plataforma de conteúdo da emissora da família Marinho, registrou onze vezes mais assinantes do que a média. Na estreia da nova temporada, o Globoplay caiu o sinal por tamanha a explosão de acessos na plataforma.

Na TV, a audiência também correspondeu às expectativas. Na segunda-feira (25), estreia do programa, o BBB 2021 marcou 27,4 pontos de média. A primeira eliminação da temporada, na última terça-feira (2), fechou com excelentes números: 28,3 pontos, 38,2 de pico.

Mesmo com o clima de tensão no jogo, provocado principalmente pelas posições polêmicas e preconceituosas de Karol Conká e Lumena, a atração não viu uma fuga do público. Era esse o maior medo da Globo após o enorme sucesso da temporada anterior, vencida por Thelma Assis.

Feliz da vida a emissora e os patrocinadores que assinaram para a edição. Os sete contratos de patrocínios fixos do reality renderam ao canal a bagatela de R$ 470 milhões logo de cara. Esse montante não faz parte das ações de merchandising pontuais, que são realizadas durante os intervalos do programa.

Além disso, outras marcas costumam entrar no programa para ações do tipo; estas farão a emissora faturar cerca de meio bilhão de reais com o programa. Como exemplo, as primeiras cotas de patrocínio intituladas “Big” foram oferecidas no valor de 78 milhões.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›