BBB 2021: Jogo em homenagem à Juliette lidera ranking de apps mais baixados

BBB 2021
Jogo em homenagem à Juliette, do BBB 2021, lidera ranking de apps mais baixados (Imagens: Reprodução – Globoplay – Twitter / Montagem – RD1)

Juliette tem feito tanto sucesso no BBB 2021, que ganhou dezenas de milhares de seguidores, músicas em sua homenagem e até mesmo um jogo, que está disponível para celulares Android e iOS. O passatempo virtual mandou bem nas paradas e se tornou o mais baixado da vez.

Saiba tudo sobre o BBB 2021 na cobertura do RD1

O jogo é basicamente uma corrida sem fim, onde a pessoa só perde se for batida por algum empecilho. O bonequinho de Juliette tem que se desviar de paredões, cobras verdes (certamente alfinetando falsidades do reality), de discos voadores (fazendo alusão à Karol Conká) e de bananas (sobre o emoji bastante recebido por Arthur no Queridômetro).

O personagem precisa coletar cactos (emoji da torcida da paraibana) para somar pontos e pegar as cuscuzeiras pelo caminho (lembrando de uma briga com Fiuk) para ficar imune e também para acertar os rivais com essa “arma”. A maquiadora, no jogo, está vestida com a roupa que a musa inspiradora vestiu num dos Castigos do Monstro.

No Android, o game ficou em primeiro lugar na lista dos aplicativos mais baixados, com milhares de downloads na plataforma. Ittalo Ornillo, o desenvolvedor do projeto, prometeu mais atualizações, incluindo novas mecânicas, obstáculos, inimigos e roupas.

Ainda no jogo, pode-se ouvir a voz de Juliette dizendo frases marcantes de sua trajetória como “Não” ou “Que diabo é isso?” quando a pessoa perde a rodada. No meio do percurso, também se escuta “Quando eu fico nervosa, fico perdidinha” ou “Deus me defenderay”.

Confira:

Vai Juliette
“Vai Juliette” em alta na lista dos jogos mais baixados (Imagem: Reprodução / Play Store)

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›