BBB 2021: Pocah alerta Rodolffo sobre homofobia em conversa esclarecedora

BBB 2021
Pocah alerta Rodolffo sobre homofobia em conversa esclarecedora no BBB 2021 (Imagens: Reprodução – Globoplay / Montagem – RD1)

Rodolffo já teve algumas falas e atitudes, no BBB 2021, que fizeram alguns internautas o acusarem de homofobia. Coincidência ou não, Pocah aproveitou a festa para aconselhar o cantor sertanejo sobre o assunto, numa conversa extensa que teve com ele.

Saiba tudo sobre o BBB 2021 na cobertura do RD1

Pocah foi bem direita ao alertar o colega de confinamento sobre a gravidade da situação: “Nós somos o país que mais mata LGBTs no mundo”. O brother do Camarote pediu mais calma ao ser ensinado: “Precisa ter muita paciência [com preconceitos]. Não pode repreender, precisa ensinar de maneira inteligente”.

A funkeira se mostrou compreensiva ao que ouviu, mas fez alguns alertas, inclusive citando uma polêmica causada pelo participante com Fiuk, numa das festas do reality:

Eu entendo, não é enfiar goela abaixo, a não ser que a pessoa venha com a intenção de machucar… Aí eu me armo todinha, não quero nem saber. Quando eu te falei que o Brasil é o país que mais mata, é porque já perdi muitos amigos, tem histórias delicadas até de falar. Roupa não define gênero, homem usa vestido, eu uso roupa masculina”.

A carioca quis saber qual é o público de Rodolffo e o incentivou ao repassar esse tipo de mensagem: “Seu público, eu acredito que você tem muita galera do interior, né? Que se identifica com você. Agora, imagina você aprender, buscar aprender sobre, não é pra você abraçar causas. É coisa de coração, conseguir repassar para essa galera que não tem informação”.

O goiano, na sequência, confessou que tem um grupo de amigos de opiniões bem controversas: “Eu tenho muitos amigos da cidade que eu fui criado. Se você souber, se for num rolê onde tem cinco amigos meus, por exemplo, que nunca moraram numa capital, que ainda moram no interior, na mesma idade que a minha… Você sai de lá vomitando”.

De machismo, de racismo, de homofobia. Eu estou falando sério. No interior ainda é muito sem informação. As pessoas precisam ter uma paciência muito grande para ensinar a galera do interior e a galera que está vindo. Estou falando com seriedade isso”, finalizou o artista, dando a entender que interioranos têm mais dificuldades para entender certas questões.

Confira:

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›