Coringa
Joaquin Phoenix em cena de Coringa; filme atinge bilheteria histórica (Imagem: Reprodução / IMDB)

Conforme os filmes de super-heróis se tornaram fenômenos e inundaram a cultura pop, tornando Marvel e DC verdadeiras marcas que movem a indústria de entretenimento, também se tornou notória a lucratividade das narrativas desse novo gênero. Coringa, polêmico filme solo do principal adversário do Batman, é agora a nova amostra desse sucesso.

A obra teve um valor de produção em cerca de US$ 55 milhões de dólares; porém, seu lucro, até agora, é US$ 957 milhões em bilheteria, 15 vezes mais do que os valores gastos nas gravações.

O número bateu todos os filmes da principal concorrente da DC, Marvel, lançados até hoje; a marca estava no pódio até então com Venom, parceria com a Sony, lançado no ano passado, arrecadando US$ 854 milhões em bilheteria e com orçamento de US$ 90 milhões.

O desempenho próximo da casa do bilhão só não será maior pela produção não ter feito a sua estreia na China, mercado que tem se mostrado nos últimos anos um dos mais importantes para que filmes de super-heróis se mantenham em alta.

O país justificou que não iria lançar a produção nos cinemas de lá por receio que os cidadãos se inspirassem no discurso político do vilão de Gotham, agravando a onda de protestos do gênero que tem assolado Hong Kong, ultimamente.

Devido à decisão, o longa da DC perdeu a oportunidade de ser exibido para o 2º maior público do mundo. Apesar disso, os especialistas em cinema acreditam que o longa-metragem deve bater a marca de US$1 bilhão em breve.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos