Bolsonaro nega que tenha havido agressão a jornalistas em Roma e acusa imprensa

Bolsonaro
Jair Bolsonaro falou sobre a agressão a jornalistas em Roma (Imagem: Reprodução / Instagram)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu comentar as agressões que jornalistas sofreram, recentemente, em Roma. O político negou que os profissionais da imprensa tenham sofrido ataques de agentes que faziam sua segurança, durante um passeio da comitiva.

Em entrevista à Jovem Pan News, o líder brasileiro acusou ainda a imprensa de tentarem responsabilizá-lo pelo episódio. O comentário dele veio quando foi questionado sobre decisão do ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), que deu dez dias para que Bolsonaro explique o ocorrido.

“Depois fiquei sabendo de um atrito que houve — não agressão, não houve soco, pancada, nada —, foi com os carabineiros italianos; que eles, juntamente com o GSI [Gabinete de Segurança Institucional], que faz a minha segurança em qualquer lugar do mundo, tiveram um entrevero… [Com] pessoal da Folha, UOL e Globo”, disse o presidente.

O político ainda ressaltou: “Porque eles começaram a me agredir, mesmo lá de trás, falando coisas absurdas. E quando um tentou se aproximar de mim foi barrado pelos carabineiros, pela polícia italiana. Nada mais além disso. Não vi acontecer nada a não ser uma gritaria lá”.

“Agora querer me responsabilizar por causa disso é uma falta de responsabilidade por parte desses três órgãos de imprensa”, completou o presidente.

As agressões apontadas pelos jornalistas tiveram início quando Leonardo Monteiro, correspondente da Globo, quis saber o motivo do político não ter participando de alguns eventos do G20 com mais outros chefes de Estado e foi surpreendido com um soco no estômago e um empurrão violento.

O repórter logo reagiu à agressão e questionou Bolsonaro: “Presidente! Presidente! O cara tá empurrando, gente. Presidente, por que o senhor não foi de manhã no encontro do G20?”. O presidente respondeu de forma hostil: “É a Globo? Você não tem vergonha na cara”.

Mesmo assim, Leonardo insistiu: “Oi, presidente, por que o senhor não foi de manhã nos eventos do G20?”. O governante insistiu na mesma narrativa anterior e o entrevistador foi empurrado mais uma vez: “Ei, ei, ei… o que é isso, tá maluco?”.

Não foi possível precisar se Jair Bolsonaro soube das agressões e se os responsáveis eram da Polícia ou apenas seguranças particulares.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›