Bruna Marquezine emite opinião sobre jornalista da Record que detonou homofóbicos

Bruna Marquezine
Bruna Marquezine comentou situação envolvendo jornalista da Record (Imagem: Reprodução / Instagram)

Bruna Marquezine está sempre comentando os assuntos atuais em seu perfil no Twitter e surpreendeu ao dizer o que pensou sobre o vídeo da jornalista Luciana Leight, da Record em Minas Gerais.

Luciana comanda o Cidade Alerta na região e deu o que falar após detonar os donos de um bar em Uberlândia, que agiram com homofobia. Sem papas na língua, a profissional foi incisiva em suas palavras.

Deus prega que temos que amar o próximo, independentemente do que ele tenha feito, porque só nos resta amar nessa vida. Que raio de valor cristão é esse que você tá usando?“, questionou, ao vivo.

Não coloque religião nisso não, porque se você quer ser preconceituoso, assuma, tenha peito e pague pelo preço. Deus deve tá te olhando de lá de cima e morrendo de vergonha do seu preconceito“, disparou.

Meu Deus, 2020! 2020 e eu ainda tenho que falar de caso de homofobia, de caso de transfobia? Desde quando a vida do outro passou a ser mais importante que a sua? Cuida da sua! Mas que peste! E se não sabe atender ao público, fecha as portas e vai embora. Nossa, eu fico enfurecida com um caso desses, não tem lógica“, finalizou.

No Twitter, ao se deparar com as imagens, Bruna revelou: “Eu queria tatuar esse vídeo“.

Confira:

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.