Bruno Gagliasso debocha de atitude de Bolsonaro após ligação do presidente: “Arregou”

Bruno Gagliasso
Bruno Gagliasso volta a criticar Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Bruno Gagliasso continua furioso com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e fez questão de tripudiar de uma atitude recente que repercutiu em todo o Brasil.

Isso porque Jair emitiu um pronunciamento desmentindo tudo que havia dito em ataque aos Poderes nas manifestações de 7 de setembro e acabou virando piada.

Recuando dos ataques que fez ao STF, com base em um conselho do ex-presidente Michel Temer, Bolsonaro recebeu o seguinte comentário de Bruno:

“Viram porque eu não conseguia levar as micaretas a sério? Bolsonaro arregou com cartinha escrita por Temer”.

Nos comentários, os fãs caíram na risada juntamente com ele. Dias atrás, o irmão de Gagliasso, Thiago Gagliasso, disse que o presidente tentou telefonar para o ator da Netflix.

A tentativa foi durante uma época em que Thiago estava fazendo uma visita ao presidente em Brasília. O político, então, pegou o celular de suas mãos, dizendo que ligaria para o ator.

“Ele pegou meu telefone e disse: ‘Liga pro seu irmão, aí, vou falar com ele’”, disparou, durante o podcast 4talkcast. Ele até deixaria, porém, revelou que não possui o número do próprio irmão.

Foi aí que Bolsonaro teria dado o seguinte conselho: “Isso é besteira, é família, não tem que brigar por política”. Os dois irmãos, vale lembrar, não se falam desde 2018, na época das eleições.

Aparentemente, Bolsonaro queria usar a troca de mensagens para incentivar a aproximação entre os dois. Recentemente, porém, Bruno detonou incêndio em um dos galpões da Cinemateca Brasileira.

No Twitter, o marido de Giovanna Ewbank deixou claro o seu posicionamento contra o atual governo. Em sua crítica, ele lembrou que o incêndio à escultura de Borba Gato causou mais manifestações da extrema direita.

“Imagina que louco se os patriotas e cidadãos de bem ficassem tão irritados com a queima do acervo da nossa cultura quanto ficam com uma estátua de assassino sendo defumada?”, questionou.

“O que temos hoje não é um Governo Brasileiro. É um governo anti-brasileiro”, resumiu. “Uma gente que odeia tudo o que é mais precioso para a nossa gente. Odeiam nossa cultura, nossa história, nossa pluralidade, nossas conquistas”, lamentou.

Confira:

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›