Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank desabafam sobre luta contra o racismo

Bruno Gagliasso
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank comentaram sobre posicionamento sobre racismo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Capa e recheio da revista GQ do mês de fevereiro Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank desabafaram, em uma entrevista bem sincera, como passaram a perceber a presença do racismo na sociedade após adotarem Titi, de 6 anos, e Bless, de 5.

“A gente cruza a cidade porque é a escola em que nossas crianças podem se ver. Cheguei a colocar a Titi numa escola aqui perto, mas quando eu vi que tinha só ela e mais um menino negro, isso começou a me ferir demais. E era uma coisa que nunca tinha passado pela minha cabeça”, reconheceu a youtuber.

A causa se tornou uma bandeira para o casal, que passou a denunciar casos de discriminação nas redes sociais. Sobre as pessoas que dizem afirmar que preconceito deste tipo não existe no Brasil, eles acreditam que o diálogo é a melhor saída para uma conscientização. “Não vamos ser agressivos, vamos falar: estudem, se informem, porque esse tipo de fala é falta de conhecimento”, sentenciaram.

“A gente está numa época em que não existe se calar. Então tem que falar, principalmente nós que somos artistas, porra! Qual é a nossa função? Discutir, fazer as pessoas pensarem, levantar discussões. Quem não se posiciona, já está se posicionando. Ficar quieto é não existir ou deixar escolherem por você o que você é”, completou Bruno.

Grávida pela primeira vez, a atriz confessou que a desconfiança que estaria esperando um bebê quando começou a perceber as mudanças no corpo e o positivo do teste foi revelado ao marido em uma festa. A gestação veio após inúmeros boatos de que não poderia ter filho biologicamente.

“Disseram que não podia ter filho, que era estéril. A culpa sempre vinha para cima de mim. Por que a mulher não pode optar por não ter filhos biológicos? Qual o problema? E, por acaso, fiquei grávida. Foi um susto. Simplesmente aconteceu. Agora a gente tem ouvido bastante e se incomodado muito com a ideia de que esse bebê é uma recompensa. Que recompensa? Adotar não é uma caridade e as pessoas confundem muito. E isso fere, machuca”, lamentou a loira.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox