Caldeirão com Marcos Mion eleva audiência da Globo após queda com filme

Marcos Mion
Marcos Mion no palco do Caldeirão de sábado (18); programa amplia audiência da Globo após queda causada por filme (Imagem: Reprodução / Globo)

O Caldeirão com Marcos Mion turbinou a audiência da Globo no último sábado (18). O programa elevou consideravelmente os índices da emissora, na Grande São Paulo, após a baixa causada pelo filme Um Lugar Chamado Notting Hill (1999), estrelado por Hugh Grant e Julia Roberts, na Sessão de Sábado.

No ar das 16h42 às 18h34, o Caldeirão registrou 13,4 pontos, 17,4 de pico e 27,5% de participação no número de televisores ligados (share). Na mesma faixa, 5 da Record, 3,8 para a Band e 3,4 com o SBT. Mion recebeu Isis Valverde e Rafael Infante no quadro Tem Ou Não Tem?. Renata Ceribelli e Tadeu Schmidt participaram do Sobe o Som.

A Sessão de Sábado garantiu apenas 8,8 pontos, 9,8 de pico e 20,9% de share, das 15h16 às 16h42, com Um Lugar Chamado Notting Hill. Foi o pior desempenho da faixa desde a retomada no último dia 4. Malévola (2014) emplacou 11,3 de média na volta do vesperal ao vídeo; Top Gun – Ases Indomáveis (1986) consolidou 9,9 no sábado anterior (11).

Mais cedo, 3,2 para a reapresentação do Como Será?. O É de Casa, dividido em três blocos, atingiu 5 pontos, 5,4 de média e 5,9. O SP1 fez os números saltarem para 11,1 pontos. O Globo Esporte SP respondeu pela melhor audiência entre os noticiários vespertinos, anotando 11,3 de média. O Jornal Hoje angariou 10,8. A Sessão Comédia, apresentando O Melhor da Escolinha, amealhou 9,6.

No horário nobre, o SP2 alcançou 19,8 pontos, enquanto o Jornal Nacional – com a estreia da dupla Aline Midlej e Paulo Renato Soares – acumulou 21,7 de média. O Vai Que Cola, que destacou um episódio baseado em Grease – Nos Tempos da Brilhantina (1978), assegurou 17 pontos. O Altas Horas de Serginho Groisman arrebatou 11,6 de média.

Ainda, os filmes do Supercine e do Corujão. A primeira sessão trouxe O Virgem de 40 Anos (2005), com 5,8. A segunda destacou Brooklin – Um Amor Sem Fronteiras (2015) e Era Uma Vez… (2008), que renderam 3,8 e 3,4.

MAIS LIDAS

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›