Carlos Alberto de Nóbrega
Carlos Alberto de Nóbrega encontrou Jair Bolsonaro em Brasília (Imagem: Reprodução / Instagram)

Carlos Alberto de Nóbrega teve um encontro especial com Jair Bolsonaro (PSL), em Brasília, nesta terça-feira (28), um dia antes de receber o título de comendador na Câmara dos Deputados.

O apresentador do programa “A Praça é Nossa” visitou o presidente e, acompanhado da esposa, Renata Domingues, o abraçou, dizendo ter certeza de que ele tirará o Brasil “do buraco”.

“Que prazer enorme. Eu não sei mais o que agradecer a Deus de tudo o que ele está me dando, porque Deus é testemunha do quanto eu gosto desse homem [Bolsonaro]. Eu torço por esse país, eu sou brasileiro, e esse homem vai tirar a gente desse buraco, tenho certeza absoluta. Eu estou emocionado”, afirmou o humorista, que ainda pediu para fazer as “armas” com as mãos, como o político faz.

No Instagram, o contratado do SBT também se declarou. “Nunca em minha vida imaginei um dia ser recebido por um Presidente da República da forma em que fui acolhido. O capitão é incrivelmente simpático, alegre e carismático. Um dia para não esquecer!”, escreveu ele.

Na rede social, Jair Bolsonaro afirmou: “Uma enorme satisfação receber essa lenda da televisão brasileira, que há décadas alegra a todos nós em seu velho e querido banco. O Brasil é nosso! Um forte abraço, Carlos Alberto de Nóbrega”.

Confira o momento do encontro:

Eleitor de Bolsonaro, Carlos Alberto de Nóbrega faz desabafo histórico contra a ditadura

No último sábado (06), Carlos Alberto de Nóbrega participou do “Altas Horas” ao lado de Fabiana Karla e João Gordo. Durante o programa, Serginho Groisman fez questionamentos sobre a ditadura militar. Foi então que o humorista desabafou e acabou dando uma aula sobre a época em que viveu.

Vocês não sabem o que é ditadura, gente. Você não ter o direito de fazer um grupinho na esquina, você ser censurado por pessoas bossais. Eles iam armados. Você ter que mandar o texto para a polícia federal, eles carimbavam coisas absurdas“, iniciou.

Carlos ainda recordou de um momento em que um texto de Castro Alves, escritor reconhecido do século XIX, foi censurado por ser considerado “obsceno”. Na ocasião, o homem responsável por vetar a abra pediu para que o autor editasse o conteúdo, sem conhecer o poeta e assim saber que ele já havia falecido.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos