Carlos Vereza vence ação judicial após ser chamado de “escroto” por fotógrafo

Carlos Vereza
Carlos Vereza vence ação na Justiça após ser atacado por fotógrafo na internet (Imagem: Reprodução / Globo)

Carlos Vereza, 82 anos, foi à Justiça contra um fotógrafo de São Paulo e venceu o processo. Uma publicação foi o motivo da abertura de uma queixa-crime do artista contra o profissional Rodrigo Bari por se sentir vítima de difamação.

Em 19 de junho de 2020, Bari compartilhou um texto direcionado a Vereza. Nele, o fotógrafo disse que o veterano era imbecil, pretencioso e escroto. “Carlos Vereza, você não passa de mais um pau no c*, tão imbecil quanto pretensioso e escroto. Gente do seu tipo é muito pior do que petista assumido, porque são tão filhos da put* quanto eles, mas têm menos bolas no saco e são mais covardes”, disparou.

“Se escondem atrás da pseudointelectualidade, tão profunda quanto um pires, e fingem que palavrinhas bonitinhas e vazias são algum tipo de inteligência, e não uma expressão cabal da sua babaquice e falta de caráter”, atacou.

Segundo o Notícias da TV, a defesa de Carlos Vereza afirmou que Bari promoveu uma atitude desmedida “mediante palavras de baixo calão” e que o artista teve sua “dignidade e autoestima” insultadas.

“O [autor da ação] jamais se viu diante de uma situação tão vexatória como esta, e pior, praticado por um desconhecido, que talvez não concordando com algumas posições políticas do querelante desferiu palavras acintosas maculando a honra subjetiva do querelante e ofendendo sua dignidade e sua autoestima”, apontou o advogado do ator.

Em 23 de junho, as partes se encontraram em uma audiência no Fórum Criminal da Barra Funda, e Bari foi condenado a pagar R$ 2.200 em cestas básicas a serem entregues ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, de São Paulo.

A promotora Regiane Vinche Zampar Guimarães Pereira propôs o acordo em audiência presidida pelo juiz José Fernando Steinberg. Bari aceitou a proposta. Ele tem 60 dias para cumprimento da decisão.

Carlos Vereza iniciou um segundo processo contra Bari, na esfera cível, e pede R$ 120 mil de indenização por danos morais.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›