Catia Fonseca ensina mulheres a chutar partes íntimas de homens ao vivo

catia fonseca
Catia Fonseca dá conselho para mulheres (Imagem: Reprodução / Band)

Catia Fonseca comanda o programa Melhor da Tarde nas tardes da Band e surpreendeu os fãs ao fazer um tutorial preciso, voltado para as mulheres do Brasil.

O motivo foi a sua revolta com a reportagem de um homem que tentou estuprar uma mulher dentro de um provador de roupas. Diante da situação, ela mandou um recado.

Catia sugeriu que as mulheres chutassem as partes íntimas dos agressores em casos como esse e deu o passo a passo:

“Já dá um chute. Não pode bater com a ponta do pé, ‘cê’ sabe, né? Já até expliquei. Aqui é o pé, aqui é o tornozelo, você tem que bater aqui na parte íntima do cara que pronto. Aí tu foge e larga o cara lá”.

Repórter Cíntia Lima concordou com ela: “É bom, né, aprender a se defender mesmo”. “Viu que triste a gente ainda ter que ensinar uma patifaria dessa? Porque a gente fica vulnerável”, disse Catia.

“Tem que ficar pensando ‘eu não posso ficar sozinha na loja, tem que ter alguém junto.’. Cê acha que pode um negócio desses?”, questionou. “Se fosse eu nessa loja, pegava esse cabide e acabava com ele”, disse ainda.

Catia Fonseca reage contra Jair Bolsonaro

Dias antes, a apresentadora usou o seu programa  para desabafar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A atitude da apresentadora foi tomada após ela noticiar que o poder executivo vetou um artigo de lei que liberaria a distribuição gratuita de absorventes.

O projeto tinha como objetivo fazer com que absorventes se tornem acessíveis a pessoas de baixa renda ou vulnerabilidade extrema.

O presidente da República aprovou a criação do Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, mas vetou o primeiro artigo.

O chefe do Executivo ainda indeferiu o terceiro artigo que se referia à lista de beneficiárias: estudantes de baixa renda em escolas públicas, mulheres em situações vulneráveis de ruas e mais.

“A gente tem que ficar de olho no que os nossos governantes fazem. Vou dar um exemplo: nosso Governo Federal, olha o que fizeram, o fim da picada”, iniciou a apresentadora da Band, revoltada.

Catia Fonseca seguiu:

“Muitas meninas, isso foi feito através de pesquisas, por isso tentaram com uma nova lei pra ajudar essas meninas, elas deixam de ir para escola, porque não possuem absorvente. Tudo é mulher que menstrua. Você que é mulher, sabe como é. Colocar o papel higiênico? Não dá, gente”.

“Elas não vão pra escola porque não tem absorvente. Eles tentaram passar uma nova lei para deixar disponível para essas meninas sem condições financeiras, situação difícil, complicada no país, que não são poucas pessoas, terem por mês um x de absorventes para poderem usar. O que eles fizeram? Vetaram essa parte da lei. É o fim da picada”, finalizou a artista.

MAIS LIDAS

Lucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›