CEO da CNN Brasil diz que bolsonaristas promovem debate de alto nível

Caio Coppolla
Caio Coppolla é contratado da CNN Brasil (Imagem: Reprodução / CNN Brasil)

A CNN Brasil parece não se importar com as declarações polêmicas de contratados como Alexandre GarciaCaio Coppolla, conhecidos por conta dos posicionamentos “bolsonaristas” e bastante criticados por isso.

Prova disso é que Renata Afonso, que acaba de assumir a presidência da emissora, se pronunciou sobre os dois em entrevista ao Notícias da TV e disse que ambos “promovem um debate de alto nível”.

Em defesa, ela disse que eles dão voz a uma fatia da população, que se sente representada por suas ideias conservadoras:

“Eu acho que o debate plural e de alto nível tem que acontecer sempre. Tem um contraponto. Essas pessoas representam uma fatia importante da população brasileira. Por sua vez, o outro lado também tem seu espaço dentro da CNN. Acho que isso a gente vai intensificar cada vez mais. Com o compromisso com a notícia, com a verdade, em que a gente vai de fato sempre trazer debates de altíssimo nível”.

Dessa forma, ela ignorou o uso dos telejornais da casa para defesa da cloroquina, como quando Alexandre disse que o presidente Bolsonaro era a “comprovação científica” da eficácia do remédio contra a Covid-19.

“Você vai ver essa pluralidade dentro da programação da CNN, e eu acho que isso muitas vezes, diria que nem personificando as duas pessoas que você citou, mas as opiniões diversas estarão sim na programação da CNN”, declarou a CEO.

“Teremos pessoas que pensam de formas diferentes, mas que vão debater de forma civilizada e vão colocar seus pontos de forma civilizada em cima da notícia, dos fatos e das verdades”, completou.

Vale lembrar que, recentemente, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), atacou Daniela Lima, jornalista da emissora, chamando-a de “quadrúpede”.

O comentário dele aconteceu enquanto ele retornava ao Palácio da Alvorada no fim da tarde. O político parou para conversar com apoiadores e, após uma mulher citar uma fala da apresentadora que foi distorcida por bolsonaristas, ele reagiu.

“‘Infelizmente, somos obrigados a dar uma boa notícia, mas não é tão boa assim não’. É uma quadrúpede”, disse o presidente, rindo.

Em nota, a CNN Brasil declarou que repudia qualquer tipo de ofensa ou ataque pessoal a jornalistas e profissionais da mídia:

“Apesar de não citar nomes, o presidente da República, Jair Bolsonaro, usou uma palavra muito ofensiva para criticar a âncora da CNN Daniela Lima durante conversa com seus apoiadores na tarde desta terça-feira”.

“A empresa repudia com veemência as ofensas e insinuações do presidente. A liberdade de imprensa é um pilar fundamental em qualquer democracia e precisa ser protegida por toda a sociedade”, seguiu o comunicado.

A CNN também decidiu reafirmar o seu compromisso e de seus profissionais com “a imparcialidade, a isenção e os mais altos padrões do jornalismo”.

O comentário de Bolsonaro foi feito quando os seus apoiadores o questionaram sobre uma fala da jornalista na semana passada no CNN 360º. Na ocasião, ela declarou ao vivo:

“Não saia daí porque agora, infelizmente, a gente vai falar de notícia boa, mas com valores não tão expressivos”.

Nas redes sociais, porém, bolsonaristas tiraram do contexto a frase, dando a entender que Daniela Lima estava reclamando por ter que dar uma notícia positiva na CNN Brasil.

A âncora comentava o saldo de vagas de emprego abertas em abril no Brasil — que, apesar de ser positivo, foi o menor do ano. Os apoiadores de Bolsonaro acusaram a jornalista de torcer pelas notícias ruins.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›