Jornalistas da CNN Brasil se queixam da postura do canal diante dos ataques bolsonaristas

CNN Brasil
Daniela Lima recebeu insulto de Bolsonaro nesta semana (Imagem: Divulgação / CNN Brasil)

O insulto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra Daniela Lima ainda está dando o que falar. No entanto, o entrevero entre as partes só reforçou a insegurança vivida pelos âncoras e jornalistas da CNN Brasil.

De acordo com o colunista Flávio Ricco, do R7, os profissionais do canal de notícias estão se queixando da falta de uma postura mais severa da direção contra os ataques dos apoiadores do presidente da República.

O jornalista reforçou que a CNN Brasil tem se preocupado mais em controlar as redes sociais dos seus contratados do que na segurança deles.

Flávio Ricco, por exemplo, apontou que todos os integrantes do casting da empresa estão proibidos de escrever certos assuntos, especialmente os relacionados à saúde. Há uns meses, o canal de notícias reclamava quando o assunto era com o BBB 2021.

Além de Daniela Lima, o repórter Pedro Duran foi vítima de um ataque de bolsonaristas, durante recente ato que aconteceu a favor do governo.

Outra situação que deu o que falar foi o bate-boca ao vivo, na semana passada, entre Márcio Gomes e o ministro Fábio Faria, em uma confrontação de números.

Na última terça-feira (1), o mandatário chamou a âncora do CNN 360º de “quadrúpede”. O comentário dele aconteceu enquanto ele retornava ao Palácio da Alvorada no fim da tarde. O político parou para conversar com apoiadores e, após uma mulher citar uma fala da apresentadora que foi distorcida por bolsonaristas, ele reagiu.

“‘Infelizmente, somos obrigados a dar uma boa notícia, mas não é tão boa assim não’. É uma quadrúpede”, disse o presidente, rindo.

Em nota, a CNN Brasil declarou que repudia qualquer tipo de ofensa ou ataque pessoal a jornalistas e profissionais da mídia. “Apesar de não citar nomes, o presidente da República, Jair Bolsonaro, usou uma palavra muito ofensiva para criticar a âncora da CNN Daniela Lima durante conversa com seus apoiadores na tarde desta terça-feira”, afirmou a emissora de notícias.

“A empresa repudia com veemência as ofensas e insinuações do presidente. A liberdade de imprensa é um pilar fundamental em qualquer democracia e precisa ser protegida por toda a sociedade”, seguiu o comunicado.

A CNN também decidiu reafirmar o seu compromisso e de seus profissionais com “a imparcialidade, a isenção e os mais altos padrões do jornalismo”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›