Reinaldo Gottino
Reinaldo Gottino faz vídeo para a CNN Brasil e lembra trabalhos na Record (Imagem: Reprodução / Instagram)

Reinaldo Gottino, o responsável por abrir o horário nobre da CNN Brasil a partir de março de 2020, falou sobre as suas coberturas mais importantes enquanto esteve no jornalismo da Record, até este ano.

O âncora lembrou as posses presidenciais que presenciou, os protestos, como os de junho de 2013 e as manifestações políticas de 2015 contra a ex-presidente Dilma Rousseff e o PT.

O contratado do novo canal de notícias deu ênfase na sua cobertura ao impeachment da presidente, a prisão do ex-presidente Lula e a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Reinaldo Gottino surpreendeu os bastidores da televisão quando acertou a sua ida para a CNN Brasil com contrato prestes a vencer na Record. Ele formará a trinca de âncoras nas noites da emissora, com Monalisa Perrone e William Waack.

O ex-Record estará à frente de um telejornal que terá um amplo espaço para pautas a respeito de política e economia, e contará com uma equipe considerável de repórteres e comentaristas especializados nos assuntos.

Confira:

Reinaldo Gottino vai às lágrimas na sede da CNN Brasil

Reinaldo Gottino não segurou as lágrimas em sua primeira aparição na sede da CNN Brasil, em São Paulo. O jornalista, ex-Record, foi recebido com aplausos e abraços dos seus novos colegas.

O momento rendeu um discurso do novo contratado, que se mostrou entusiasmado pelo projeto do novo canal de notícias. “É um sonho. É uma honra. Esses momentos são mais complicados para mim do que segurar uma cobertura ao vivo”, admitiu.

“Estou muito feliz porque a gente vai escrever uma história no jornalismo brasileiro. E eu só tenho que agradecer nesses caras que apostaram, que acreditam no meu trabalho. Estou no time, gente!”, vibrou Gottino, novamente aplaudido pelos colegas.

A contratação de Gottino foi motivo de alegria por todos os cantos da CNN Brasil, mas graças a sua contratação, indiretamente, veio uma dor de cabeça: a mágoa da Record. Gottino estava na emissora do bispo Edir Macedo há quinze anos, cinco deles apresentando o Balanço Geral SP.

O jornalismo da emissora paulista, que completou 66 anos em setembro, lançou ataques contra o sócio investidor do novo canal, Rubens Menin, por meio da sua construtora, a MRV Engenharia.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos