Comentaristas discutem ao vivo na Band e Neto tem reação impressionante

Neto
Neto reage após intenso bate-boca entre Velloso e Edílson (Imagem: Reprodução / Band)

O clima esquentou entre os comentaristas Velloso e Edílson durante Os Donos da Bola da última quarta-feira (13). Comandante da atração da Band, Neto acompanhou de perto e em silêncio o intenso bate-boca dos ex-jogadores.

A calma do ídolo do Corinthians foi o que mais espantou. Normalmente impiedoso em suas declarações e interrompendo sempre que necessário os seus convidados, o apresentador deixou o circo pegando fogo entre os colegas.

Tudo começou quando Edílson afirmou que o Palmeiras “não tem nada” sem o seu principal patrocinador. Velloso, ex-goleiro do time paulista, não gostou do que ouviu e rebateu afirmando que o alviverde não depende de patrocinador para sobreviver financeiramente.

“O Palmeiras não tem nada. Se o patrocinador sair do Palmeiras, o que o Palmeiras tem?”, questionou. “Não acontece nada!”, reagiu o contratado do canal.

Em seguida, o novo comentarista do programa lembrou da época que a Parmalat patrocinava o Palmeiras. “Eu já vivi isso. A Parmalat estava no Palmeiras, quando a Parmalat saiu…”, provocou.

Velloso deu uma lição de moral no Capetinha: “Está errado o que ele está falando. O Palmeiras, hoje, não depende mais do patrocinador. O patrocinador é 20% da receita do Palmeiras. É diferente da história da Parmalat, quando o Palmeiras era mal presidido. Hoje, a história mudou. Hoje, o Palmeiras não depende do patrocinador”.

Depois de vários minutos, Neto interveio. “Mês passado estava com R$ 30 milhões de déficit”, argumentou. “Teve déficit por causa de umas buchas lá de trás que estouraram agora. Mas o Palmeiras não depende do patrocinador como dependia na época da Parmalat”, explicou o palmeirense.

“Mas não vai ter déficit, sabe por quê? Se a patrocinadora paga tudo…”, insistiu Edílson, que novamente foi rebatido pelo colega: “Paga tudo o quê? A patrocinadora paga o patrocínio”.

Neto, então, se meteu de vez na encrenca e pediu calma: “Não precisa gritar. Pera aí, vocês vão estourar o meu ouvido. Vocês vão estourar meu tímpano, é isso que vocês querem?”, perguntou.

“Mas é para esclarecer. Está errado. Você não sabe o que está falando. Esquece a Parmalat, era outra gestão, presidente incompetente. A coisa mudou hoje”, argumentou o ídolo do Palmeiras. “Se a Leila (Pereira) sair, o Palmeiras acha outro patrocinador”, completou.

Rogério Assis, o Canhão, convidado do dia, se mostrou simpático a declaração do Velloso. “Edílson, o próprio Andrés falou que queria ter um patrocínio igual ao do Palmeiras”, lembrou.

Assista:

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

ALERTAS GRATUITOS