Crítico de Bolsonaro, Tico Santa Cruz diz que família recebe ameaça de morte

Tico Santa Cruz
Tico Santa Cruz contou com o apoio dos seguidores do Twitter (Imagem: Reprodução / YouTube)

Voz ativa nas críticas contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Tico Santa Cruz, que fala bastante sobre o assunto nas suas redes sociais, revelou que tem recebido ameaças de morte contra sua família.

No Twitter, o vocalista do grupo Detonautas afirmou: “Deixar público aqui o fato de que estão ameaçando minha família de morte. Não é a primeira vez que isso acontece”.

Preocupado com a situação, o cantor completou: “Mas a forma como estão fazendo é bastante grave! Então quero deixar registrado para que todos saibam dessa informação”.

Nos comentários, Tico recebeu o apoio dos seguidores. “Nossa solidariedade, querido. Esse inferno tem que acabar“, disse vereadora Erika Hilton (PSOL-SP).

“Printa a tela e faz B.O. Não deixa assim não”, aconselhou um internauta. “Força, irmão! Você é parte essencial em nossa luta“, disse um fã. “Busca proteção, novamente. E claro, fica atento. Força espiritual pra ti, cara!”, afirmou mais um. “Típico de bolsonaristas… covardes”, disparou outro usuário da rede social.

Vale lembrar que recentemente Tico Santa Cruz chamou atenção ao defender Samantha Schmütz e corrigir Juliana Paes após a declaração polêmica que a atriz deu.

Eu compreendo totalmente o sentimento que a Samantha está manifestando nesse momento, porque em 2006 um dos meus melhores amigos foi vítima da violência no Rio de Janeiro, morto num assalto. Me lembro da raiva e da indignação que tive diante da situação, com a sensação de impotência”, disse o artista.

Quando a gente se posiciona politicamente, a gente precisa entender o contexto do que a gente está falando, porque sua palavra tem muito poder, você é uma mulher muito influente e importante. A oposição a Bolsonaro não é da esquerda, é uma questão de civilização, ao lado da humanidade, da democracia. Houve um erro em associar esse posicionamento à esquerda, a Lula ou qualquer figura política”, completou.

Quem está ao lado de Bolsonaro, não se posiciona contra ele ou fica neutro em frente ao genocídio que está acontecendo no nosso país, com quase 470 mil pessoas mortas (…) Não vale sustentar o discurso do negacionismo ou do tratamento precoce, que mata milhares de pessoas”, finalizou o roqueiro.

Carol Bittencourt
Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais. Está nas redes sociais no @bittencourt.caroline.
Veja mais ›