Danton Mello revela emoção ao trabalhar com o irmão em Sessão de Terapia

Danton e Selton Mello
Danton Mello e Selton Mello estão juntos na nova temporada de Sessão de Terapia (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem)

Apesar de muitos anos de carreira, Danton Mello ainda se surpreende ao viver novas experiências nos projetos que atua. Recentemente, o ator teve a oportunidade de estar ao lado do irmão,  Selton Mello, gravando a nova temporada de Sessão de Terapia, do Globoplay.

Na trama, ele dá vida a Miguel, irmão do protagonista, Caio (Selton). A participação faz parte da última leva de episódios da temporada.

“Foi indescritível esse encontro. Lindo demais. A gente já tinha feito trabalhos juntos há muitos anos no teatro. Também teve uma participação especial minha no filme O Palhaço (2011), mas nada nesse nível emocional. Já há algum tempo vínhamos pensando no reencontro, mas não tinha surgido uma oportunidade especial ainda. A gente pensava, sonhava e sabia que tinha que ser algo muito bonito. Talvez por isso tenha demorado”, contou Danton.

Em entrevista à colunista Patrícia Kogut, o famoso ainda relembrou como surgiu o convite para a produção do streaming: “Um dia eu estava conversando com o meu irmão pelo WhatsApp e ele me mandou assistir aos episódios de Sessão de Terapia. Eu perguntei o motivo e ele disse: “Porque você vai fazer a série”. Nós dois ficamos muito felizes. Temos falado que é uma homenagem aos nossos pais, porque não estaríamos hoje onde estamos sem eles, que nos apoiaram a cada passo desde muito cedo. Eles estão emocionadíssimos de poderem ver os dois filhos juntos na profissão que escolheram e batalharam para exercer”.

Diferente da ficção, os irmãos foram sempre muito unidos. “A gente sempre trocou muita ideia e apoiou um ao outro nas conquistas e nas derrotas profissionais. Temos uma parceria linda. Lá em casa, somos todos unidos: eu, meu irmão e meus pais. Temos uma família linda no interior de Minas, mas o núcleo sempre foi nós quatro mesmo. Estamos sempre juntos”.

Durante o trabalho, Danton se emocionou com a história de Caio, que lida com o trauma de ter sido abandonado pela mãe na infância, enquanto Miguel teve uma vida completamente diferente.

Pai de duas filhas, ele citou o fato de estar um pouco distante delas nos últimos anos, pelo fato delas estarem morando nos Estados Unidos:

“Eu tenho uma relação ótima com as minhas filhas e sempre fui muito presente. Nos últimos tempos não tenho podido estar mais tão presente fisicamente, porque elas vivem há sete anos nos EUA. Mas temos a tecnologia que ajuda, apesar de não substituir. Eu tento ser o melhor pai possível. Não tem um manual. A gente aprende errando mesmo. Tenho muito orgulho das mulheres que elas estão se tornando, lindas e generosas. A mais velha está na faculdade de Cinema. Dou todo o meu apoio. Sempre as incentivei a experimentarem tudo. O importante é ter prazer no que escolher para fazer. Acordar e dormir pensando naquilo. Esse é exemplo que eu tento passar”.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›