Datena muda discurso, cresce na audiência e passa a incomodar Record e SBT

Datena
Após mudança de abordagem, Brasil Urgente, com Datena, cresce em audiência (Imagem: Reprodução / Band)

Os telespectadores do Brasil Urgente, apresentado por José Luiz Datena na Band, começaram a perceber uma mudança no formato da atração. Anteriormente focado no jornalismo policial, o vespertino vem abordando pautas sobre os impactos da pandemia do novo coronavírus e a crise econômica.

Inclusive, o jornalista, que já obteve diversas entrevistas exclusivas com Jair Bolsonaro (sem partido), subiu o tom nas críticas em relação ao planejamento do governo no combate à Covid-19. Recentemente, ele detonou o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, por conta do novo método adotado para contagem de vítimas.

Já tem a quarta onda nos Estados Unidos. Imagino aqui, que nós fizemos tudo errado, já morreram mais de 300 mil pessoas. Quantas vão morrer mais? Agora vai morrer menos porque esse ministro da Saúde mudou o jeito de aferir. Ontem morreram 1251 pessoas em São Paulo e hoje morreram 281 pessoas“, disparou na ocasião.

Segundo Maurício Stycer, do UOL, os números de audiência provam que o público vem gostando da mudança na linha editorial.

O melhor desempenho da Band ocorre na disputa com o bloco nacional do Cidade Alerta, da Record, das 16h40 às 18h. De janeiro até o último dia 18 de março, de segunda a sexta, a Band venceu 31 dos 55 confrontos. Em março, na mesma faixa, a emissora da família Saad registrou média de 5,8 pontos contra 5,5 da Record e 4,9 do SBT.

Na faixa local do Cidade Alerta, das 18h às 19h55, a situação já é diferente. Em março, a Band acumula média de 6,4 pontos contra 8,4 da Record e 7,2 do SBT.

O Brasil Urgente nacional, das 16h às 18h, cresceu de uma média de 4,8 pontos em fevereiro para 5,7 em março (até o dia 18). Em seguida aparece a Record (6,2), mas à frente do SBT (5,4) nesta primeira metade do mês. A versão local do programa (18h50/19h20) também evoluiu, de 5,3 para 6,5 pontos, e o Jornal da Band, igualmente, registrou uma melhora significativa nesse período, de 4,7 para 5,2 pontos.

Considerando a faixa completa de jornalismo (Brasil Urgente e Jornal da Band), das 16h às 20h25, a emissora registra média de 5,6 pontos em março (até o dia 18), contra 4,8 em fevereiro, obtendo uma crescente de 17%. Em março, nessa faixa, a Globo registrou média de 20,4 pontos, seguida pela Record, com 7; o SBT marcou 5,5.

Para Datena, ainda não se sabe se será uma mudança fixa, mas “deu certo”: “As pessoas no Brasil sempre estiveram preocupadas com a questão social“, ressaltou o apresentador, que compartilha o sucesso à decisão tomada em conjunto com Fernando Mitre, diretor de jornalismo, e Rodolfo Schneider, diretor executivo.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›