Datena volta a disparar contra Bolsonaro e critica desfile polêmico

Datena
Datena detonou Bolsonaro e criticou desfile (Imagem: Reprodução/ Band)

José Luiz Datena mais uma vez detonou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No Brasil Urgente, da Band, desta terça-feira (10), o apresentador rasgou o verbo contra o desfile militar que ocorreu em Brasília, no dia em que a PEC do voto impresso foi votada na Câmara dos Deputados.

O comunicador declarou que o presidente não tem de fato o apoio das Forças Armadas. O discurso dele aconteceu enquanto ele criticava o desfile de tanques de guerra, o qual associou a uma “perspectiva de golpismo”.

“Tenho certeza que o senhor presidente da República não conta com apoio das Forças Armadas. Os caras só vão lá porque são obrigados a fazer um desvio desnecessário pelo solo sagrado da capital federal, perspectiva de golpismo. Isso não está embutido nas Forças Armadas brasileiras, eu tenho certeza”, disparou o famoso.

O contratado da Band também questionou o momento que o desfile foi realizado por conta das consequências da pandemia de covid-19: “Não tem nada mais vergonhoso para esse país do que a gente ter gente morrendo de fome e fazer desfile de tanque em Brasília”.

Na semana passada, o apresentador usou espaço do Brasil Urgente para mandar um recado direto e reto ao presidente da República sobre uma possível chapa na eleição.

“Na semana passada, a revista Veja publicou que Bolsonaro me queria como vide dele, e hoje, o diário O Povo, do Ceará, disse que o Ciro [Gomes] me quer como vice dele. Eu queria avisar que sou candidato à Presidência da República pelo PSL, esse é o detalhe”, esclareceu.

O filiado ao PSL ainda elogiou o possível interesse de Ciro Gomes, mas cutucou Bolsonaro e seus ataques contra a urna eletrônica. “Fico muito lisonjeado pelo Ciro. Quanto a ser vice do Bolsonaro, é difícil encontrar alguma identificação direta, ele fica toda hora dizendo que não vai ter eleição. Como pode ser vice de alguém que diz que não vai ter eleição?”, questionou.

O apresentador saiu em defesa do sistema eleitoral atual e lembrou que na época do voto no papel no Brasil “era uma roubalheira desgraçada”.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›