Tudo começou após a fala de Jair Bolsonaro em entrevista ao “Jornal Nacional” (Imagem: Reprodução / Globo)

Jornalistas da Globo saíram em defesa da Folha de S. Paulo após a fala para lá de assustadora (e ameaçadora) de Jair Bolsonaro, em sua primeira entrevista ao “Jornal Nacional” como presidente da República eleito.

O deputado afirmou que o jornal foi responsável por “quase todas fake news que se voltaram contra mim” e que a imprensa que estiver “mentindo descaradamente, não terá apoio do governo federal”.

Na ocasião, William Bonner pediu licença e saiu em defesa da Folha. “Eu mesmo recebi críticas do jornal e ela abriu espaço para mim. A Folha é um jornal sério, que cumpre um papel importantíssimo, um papel que a imprensa desempenha, e a Folha faz parte disso”, disparou o âncora.

Após a fala de Bolsonaro, jornalista saíram em defesa do impresso. Chico Pinheiro foi um dos primeiros. Apresentador do “Bom Dia Brasil”, ele afirmou que “a imprensa livre é fundamento da Democracia. A Folha de S. Paulo é patrimônio dos brasileiros que cultuam a inteligência e os direitos da cidadania”.

Míriam Leitão, além de sair em defesa do jornal, mencionou alguns nomes que trabalham na Folha. “Queridos da Folha, Monica Bergamo, Campos Mello, Mauro Paulino e outros. Eu quero um Brasil com a Folha de S. Paulo. Longa vida ao jornal do grande e saudoso Otavinho Frias”, escreveu a jornalista da GloboNews.

Comentarista de política do Grupo Globo, Natuza Nery também se manifestou. “A Folha foi minha casa por muitos anos. Lá, conheci alguns dos melhores jornalistas do país. Fiz amigos que carrego pra vida. Tenho amor por esse jornal”, disse.

Repórter da Globo, Carlos de Lannoy afirmou que é assinante da Folha desde os tempos da faculdade.

Assino a Folha desde os tempos da faculdade. Um jornal crítico, plural e atento ao interesse público. Tentar calar um jornal assim é tentar domesticar milhões de leitores e também as redes sociais, que multiplicam suas grandes reportagens. Melhor acreditar que e ‘a verdade libertará…’”, alfinetou.

Apresentador do telejornal “Bom Dia RJ”, Flávio Fachel também saiu em apoio ao jornal. “Sempre que alguém desejar controlar a imprensa, tenha a certeza de que haverá também o desejo de controlar o que você vai ficar sabendo. Isso vale para qualquer tendência ideológica”, opinou.

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!