Dia de Fla x Flu no SBT: relembre o futebol na emissora

Frame da chamada de Fla x Flu no SBT ; emissora já exibiu futebol antes ((Imagem: Reprodução)

É noite de Fla x Flu no SBT. Depois de uma acirrada disputa pelos direitos de transmissão, cujo episódio mais emocionante foi a rescisão contratual por parte da Globo, o futebol está de volta ao canal de Silvio Santos. Por conta do jogo, a emissora vai cancelar vários programas na noite desta quarta (15).

Para os mais novos, este pode até ser um fato nunca visto. Mas a verdade é que, mesmo sem ter o aparato da Globo ou a tradição da Band, o futebol no SBT já foi transmitido em outras ocasiões. Relembre algumas curiosidades sobre as investidas no SBT no esporte mais popular do mundo.

O mascote amarelinho

Muito antes da Globolinha, o SBT criou o amarelinho. Ele surgiu pela primeira vez na Copa da Itália, em 1990, mas teve seu auge no Mundial seguinte, nos EUA.

Em suas inserções na tela, ele tocava corneta ou balançava a bandeira do Brasil. Mas também podia reagir aos lances mais emocionantes da partida, como o quase gol.

Assista ao vídeo abaixo:

As Copas do Mundo no SBT

Ao todo, o SBT compartilhou os direitos de transmissão de quatro Copas do Mundo: 1986 (México), 1990 (Itália), 1994 (Estados Unidos) e 1998 (França).

Para a primeira destas coberturas, em 1986, a emissora fez um pool com a Record. Marcelo Tas foi um dos destaques, no papel do repórter Ernesto Varela

Ainda sobre a Copa do México, Silvio Luiz, da Record, foi alçado ao posto de narrador principal. Doze anos mais tarde, ele voltaria a essa função, mas agora como contratado exclusivo do canal de Silvio Santos.

Em 1990 e 1994, a voz padrão das Copas no SBT foi a do narrador Luís Alfredo, que ficou emocionadíssimo ao narrar o pênalti perdido por Roberto Baggio, que nos garantiu o tetracampeonato.

E, se a Globo tinha Pelé, o SBT teve Telê Santana – ex-técnico da seleção – e Carlos Alberto Torres, o capitão do Tri como comentarista.

A disputa com a Globo pelo Paulistão 2003

Tal qual aconteceu agora, a disputa pelo direito de transmissão do Campeonato Paulista, em 2003, foi das mais interessantes. Naquele ano, porém, o grande rival da Globo foi o SBT.

Silvio Santos desejava investir no esporte e decidiu aceitar a proposta financeira da Federação Paulista de Futebol, que havia sido considerado alta pela Globo. Também como contrapartida, o homem do Baú propôs a exibição de mais jogos do que a rival.

Teve início, então, uma disputa de liminares extracampo, e a exibição acabou sendo compartilhada por SBT, Globo e Record. As duas últimas detinham um contrato de parceria para a transmissão dos jogos.

Há, porém, um adendo interessante: como a FPF considerava o SBT o detentor do campeonato, os horários das partidas eram determinados pelo canal da Anhanguera.

Isso fez com que a final daquele ano, disputada entre São Paulo x Corinthians, fosse marcada para as 18h de um sábado. Para exibir a partida decisiva, a Globo foi obrigada a cancelar a reprise do último capítulo de Sabor da Paixão.

A grande exposição para os patrocinadores

Para o Fla x Flu no SBT, a emissora conseguiu comercializar seis cotas de patrocínio. Entre as empresas estão: Havan, PicPay, Hypera Pharma (Miorrelax), Ambev (cerveja Brahma Duplo Malte), Unilever (shampoo Clear) e Estácio.

Se seguir os mesmos moldes das antigas transmissões, os anunciantes terão grande visibilidade. Isso porque a emissora costumava manter a marca dos patrocinadores no canto da tela, de forma fixa, durante cerca de 10 minutos.

Acertos pontuais para Fla x Flu no SBT

Uma velha prática da emissora foi resgatada para viabilizar a transmissão de Fla x Flu no SBT. Trata-se dos acertos pontuais, válidos por um período curto de tempo, que envolvem até mesmo a liberação de profissionais da concorrência.

Se hoje Téo José narra a partida liberado pela FOX, em 2003, Luciano do Valle foi cedido pela Band para narrar a semifinal entre Palmeiras x Corinthians. Toda a equipe contratada para aquele Paulistão foi dispensada depois.

E aí? Quais são suas expectativas para a transmissão de Fla x Flu no SBT? Se é apenas uma transmissão pontual ou um gatilho para Silvio Santos investir no futebol outra vez, só o tempo dirá. Bom jogo a quem gosta!

CONTINUE LENDO →
Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já trabalhou em revistas de entretenimento no interior de SP e teve passagens pelo próprio RD1. Em tempos de redes sociais, criou um perfil (@jornalistavetv) para comentar TV pelo Twitter e interagir com outros fãs do veículo. Agora, volta ao RD1 com a missão de publicar novidades sobre a programação sem o limite de 280 caracteres.