Diretora fala sobre saída da Globo e acusações contra Marcius Melhem

Cininha de Paula
Diretora Cininha de Paula falou sobre saída da Globo, após 32 anos (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

Após mais de três décadas na Globo, a diretora Cininha de Paula deixou a emissora que a consagrou como uma das maiores profissionais da TV no país. Em entrevista, recente, ao TV Fama, ela disse que acredita que a sua saída faz parte do fim de um ciclo da sua vida.

“Não estou nem aliviada, nem arrependida [de sair da Globo]. Eu cumpri, como a gente cumpre uma etapa da vida”, analisou ela, que ainda comentou sobre uma fala antiga que revelava não ser bem remunerada no início da carreira.

“É claro que quando a gente começa, ganha-se muito mal. Eu me considero uma pessoa muito bem realizada. Eu consegui adquirir tudo com a minha profissão”, garantiu  a diretora, revelando que ganhava muito bem nestes últimos contratos com a toda poderosa.

Sobre os boatos que teria recebido proposta de emprego da Record, Cininha deixou o mistério no ar. “Eu não gostaria de falar sobre esse assunto ainda não, mas eu tô sendo muito bem cotada no mercado”, comemorou.

A reportagem também tocou em um assunto polêmico: as acusações de assédio moral e sexual que Marcius Melhem vem sofrendo dentro da emissora.

“Pelo menos no período que eu estive, esse assédio moral com relação ao elenco eu não vi acontecer. Eu acho que é muito mais uma coisa delas lá, interna. Se aconteceram coisas nos bastidores, não chegou a mim, porque se tivessem chegado a mim eu seria a primeira a me manifestar.”

Sobrinha de Chico Anysio, Cininha de Paula não conteve a emoção ao lembrar de como o tio foi importante para a sua carreira. “Ele é o responsável por eu estar aqui agora. Eu era uma menina estudando medicina. Ele olhou para mim e disse: ‘Você é artista. O que é que você está fazendo aí? Vem pra cá. Vem comigo. e eu fui”, contou ela, em meio às lágrimas.

WordPress Lightbox