Drica Moraes troca médicos brancos por profissionais negros e toma decisão

Drica Moraes
Drica Moraes revelou que não tem medo da morte nesse período de pandemia da Covid-19 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Drica Moraes tem se mostrado uma pessoa mais consciente a cada dia e a série Sob Pressão vem ajudando a enxergar os profissionais da saúde de um jeito diferente.

Em entrevista ao GShow, por exemplo, a atriz falou sobre a escolha do ator David Junior, que é negro, para o papel de um dos profissionais de saúde e contou o que faz na prática:

“Um ator negro ocupando esse espaço que geralmente era dado a um ator branco. Sendo mãe de um filho preto, eu resolvi ter uma ação afirmativa de trocar todos os meus médicos”.

“Liguei para todo mundo e falei ‘tchau’, vou em busca de médicos negros. Só não larguei do meu oncologista porque realmente eu devo a vida ele”, explicou, referindo-se à leucemia que enfrentou no passado.

“Dentista, ortodontista, alergista, dermatologista, professores, o professor de história, tem que ser preto. Ali o mundo se abriu pra mim. São pessoas que estão ralando há anos sem acesso e sem o véu da descoberta ser desvendado”, completou.

Além dos cuidados necessários para evitar a Covid-19, Drica Moraes também se preocupa com a saúde mental nesse cenário de pandemia.

Com a vida diferente desde o ano passado, quando tudo isso teve início, a atriz revelou que não deixa de fazer acompanhamento psicológico.

“Terapia na veia! Agora on-line, mas não vivo sem. Tenho muita sensibilidade, muitas tristezas, muitas alegrias e muita ansiedade também. Fico realmente muito preocupada com o futuro”, afirmou a famosa, em conversa com o jornal Extra.

Apesar dos perigos que vírus traz, a global abriu o jogo sobre como lida com a morte, algo infelizmente muito visto nesse período pandêmico. “Como quase morri há dez anos, esse pavor eu não tenho. Fiquei por um fio presa a este planeta. Acho que eu sou vaso ruim mesmo“, disse a artista, que enfrentou um quadro de leucemia no passado.

Mas senti um pouco essa angústia da vida, vê-la mudando, o filho (Mateus, de 12 anos) crescendo sem estar com os amigos, as dificuldades de aprendizado dele, o excesso de trabalho em casa, isso me causa muita ansiedade na pandemia. Mais do que morrer. A morte eu já enfrentei tanto que perdi o medo“, confessou.

Outra coisa que Drica Moraes teve que enfrentar no isolamento social foi ajudar o filho com os assuntos da escola. “Acho que essa foi a parte mais dura porque o ensino on-line foi inventado da noite para o dia. As escolas, os alunos e os pais não estavam preparados. Eu e muitas famílias sofremos com essa questão do aprendizado a distância. Foi traumático!“, afirmou.

Por falar no filho, ele foi um grande parceiro da atriz quando ela contraiu Covid-19 no final do ano passado. “Mateus me deu muita força. Eu fiquei no quarto isolada, ele pedia a minha comida nos aplicativos e para ele umas gororobas. Ele botava roupa para lavar na máquina, estendia… Mas, quando eu saí do quarto e olhei o resto da casa, tomei um susto! Tinha muita bagunça! (risos)“, recordou a artista.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›