Eduardo Bolsonaro detona Carla Vilhena por atitude na CNN Brasil: “Burrice?”

Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro falou sobre situação polêmica envolvendo Carla Vilhena (Imagem: Reprodução – Agência Brasil – CNN Brasil / Montagem – RD1)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou o seu Twitter para criticar uma declaração de Carla Vilhena na CNN Brasil. A âncora foi criticada por internautas, muitos, inclusive, bolsonaristas, por fala envolvendo máscara em meio à crise no Afeganistão.

“Maldade ou burrice mesmo?”, questionou o filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que fez questão de compartilhar o vídeo do momento da jornalista. Eduardo Bolsonaro já soltou críticas aos profissionais do canal de notícias em outras ocasiões.

Em telejornal, nesta segunda-feira (16), a apresentadora da CNN Brasil criticou a falta do uso de máscaras de um entrevistado afegão durante reportagem no país. Isso aconteceu após a exibição de uma reportagem em que a jornalista inglesa Clarissa Ward, correspondente da CNN no Afeganistão, conversava com cidadãos sobre o medo com a volta do Taleban ao poder.

A matéria, então, mostrava um homem dizendo sobre as dúvidas de como será o comando do país. O homem declarou “que não consegue “nem prever os próximos segundos, nem prever os próximos minutos” e não sabe “o que vai acontecer amanhã ou depois”.

Na volta ao estúdio, porém, Carla Vilhena fez um comentário sobre a falta de máscaras, em plena pandemia da Covid-19.

“Outra coisa que me chamou atenção ali foi a falta de máscaras. Você viu que só dois, um até com o nariz de fora, usavam máscaras. Sendo que o Afeganistão é um dos países menos vacinados do mundo. Claro, devido a todo esse conflito”, refletiu a âncora, que foi massacrada no Twitter.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›