Em 2020, 7 negros se destacaram e venceram realities na TV

Reality show
Relembre sete negros que se destacaram ao vencer realities na TV em 2020 (Imagens: Divulgação / Montagem – RD1)

Jojo Todynho venceu A Fazenda 2020, o reality mais recente da televisão brasileira, e ganhou R$ 1.500.000 na noite de quinta-feira (17), depois de três meses de confinamento e ser a mais votada em seis roças que enfrentou. Com isso, a cantora aumentou a lista de negros que se destacaram em programas do gênero na TV em 2020.

Na mesma noite tivemos a vitória de Victor Alves na nona temporada do The Voice Brasil, justamente no time de mais outra preta: Iza! A dupla talentosa, inclusive, conseguiu quebrar a invencibilidade de 5 anos conquistada por Michel Teló no programa. Victor ultrapassou seis fases e conquistou 34% dos votos, numa disputa acirradíssima.

No The Voice Kids foi Kauê Penna que saiu como campeão, tendo Carlinhos Brown como seu técnico. O programa passou por uma pausa de seis meses, por causa da pandemia do novo coronavírus e voltou respeitando todas as normas de segurança, colocando os juvenis para cantar em vídeos pré-gravados. O carioca teve maioria absoluta com 50,50% dos votos.

Thelma Assis desbancou 19 pessoas no Big Brother Brasil 20, inclusive um time de nove famosos (que competiram pela primeira vez na história do reality) que amedrontavam a galera da “Pipoca”. Além de ganhar R$ 1.500.000 ao receber 44,1% dos votos, ganhou inúmeros seguidores nas redes sociais, notoriedade na mídia e até mesmo um quadro dentro do programa É De Casa.

Marina Gregory chegou em primeiro lugar no The Circle Brasil, um reality show que foi sucesso no exterior e que chegou em terras brasileiras pela primeira vez. Diferente dos outros, os competidores não se encontravam pessoalmente e a convivência era apenas virtual, alternando entre perfis “fakes” e verdadeiros.

Apesar do programa ser americano, RuPaul’s Drag Race tem uma grande notoriedade no Brasil. Jaida Essence Hall venceu a 12ª temporada regular da competição com outras 13 drag queens. A diva conseguiu a marca de três vitórias em seu histórico e um único momento ruim, que rendeu a dublagem inesquecível de 1999, de Prince. Por conta da pandemia, a grande final foi grava à distância, em videoconferência.

Na quinta versão All Stars do mesmo programa citado acima, Shea Couleé ficou no topo do ranking. A “corrida” reuniu as melhores competidoras que não venceram nas temporadas regulares. A drag queen teve uma derrota chocante na edição de origem, mas deu a volta por cima, saindo com o prêmio — já conhecido — de US$ 100.000.

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›