Em alta na GloboNews, Aline Midlej troca SP pelo Rio para substituir Maria Beltrão

Aline Midlej
Aline Midlej é um dos principais nomes da GloboNews (Imagem: Ramón Vasconcelos / GloboNews)

A direção da GloboNews segue empenhada em mudar a ideia de que fala com mais ênfase para os cariocas. Desde a estreia da CNN Brasil, em março passado, a emissora do Grupo Globo tem apostado em São Paulo e em âncoras com a cara da principal praça do mercado publicitário.

A partir da próxima segunda-feira (28), e durante duas semanas, Aline Midlej apresentará o Estúdio i direto do Rio de Janeiro enquanto Maria Beltrão gozar de merecidas férias. Titular do Edição das 10h, produzido diretamente da capital paulista, Aline vem atuando como um curinga na programação do canal. Foi ela a escolhida para substituir Marcelo Cosme no Em Pauta quando este se ausentou para uma cirurgia.

Apesar de ser um dos nomes da GloboNews SP, ao lado de José Roberto Burnier, Julia Duailibi e Christiane Pelajo, Aline vem pleiteando uma transferência para o Rio, em razão do futuro casamento com Rodrigo Cebrian, ex-diretor do Caldeirão do Huck. O tour à frente do Em Pauta foi visto como um teste, em razão da possibilidade de Cosme ser transferido para os noticiários da Globo.

Com a ausência de Beltrão, o canal noticioso passará a dispor apenas de dois informativos com âncoras cariocas, o Edição das 10h, que terá Raquel Novaes e Cecília Flesch no período de ausência de Midlej, e o Edição da Meia-Noite, como o notável Erick Bang.

A overdose paulistana tem razão de ser. Com a principal concorrente, a CNN, baseada na terra da garoa, a GloboNews reforçou seu tempo de ao vivo (são quase 20h diárias), apostou em mais análises, com comentaristas de prontidão desde o início da manhã até a madrugada, e passou a falar para todos os sotaques, a fim de livrar-se da pecha de ser um canal carioca, a exemplo de todo Grupo Globo.

Dupla jornada 

Nessa de falar com mais intimidade para São Paulo, o Edição das 18h, que era produzido do Rio de Janeiro e tinha Leilane Neubarth como âncora, passou a contar com César Tralli. O apresentador do SP1 vem acumulando a função há 6 meses.

Ele agrada

São grandes as chances de Tralli seguir nos quadros da GloboNews tão logo Leilane reassuma seu posto. A ideia é que o marido de Ticiane Pinheiro passe a comandar um novo formato semanal.

Quem vem lá?

A CNN Brasil tem batido tambores para festejar seus primeiros 6 meses de atividades. O canal promete novos programas e contratações. Adriana Araújo, insatisfeita com seu atual status na Record, e Rachel Sheherazade, de saída do SBT, são nomes ventilados na Avenida Paulista.

Gato no telhado

A coluna vem cobrando a Globo sobre o futuro de Chico Pinheiro e Carlos Tramontina na emissora. Como já noticiado, Chico deve perder a bancada do Bom Dia Brasil para Rodrigo Bocardi e Márcio Gomes ser efetivado como titular do SP2. Ah, o silêncio…

Ex-globais?

A coluna recebeu uma relação com 15 nomes que podem deixar de ter contrato de exclusividade com a Globo nos próximos meses. Há para todos os estilos: Regina Casé, Fernanda Lima, Claudia Abreu e Fernanda Gentil.

Edu Guedes
Edu Guedes comanda o The Chef na Band (Imagem: Kelly Fuzaro / Band)

Bom início

Apesar do equívoco no nome e na logo (preto para um matutino), o The Chef mostra-se como um acerto e tanto da Band. Edu Guedes comanda com desenvoltura o programa e conta com o apoio do esfomeado Lucas Salles. O departamento comercial está em festa. Famoso por ser um ótimo vendedor, Edu agregou prestígio e faturamento à faixa.

Manda quem pode

Aliás, no Morumbi, as últimas demissões no departamento de jornalismo revelaram as digitais de gente, digamos, graúda. Há um caso que envolve o pedido de um apresentador. Outra teve o tapete puxado para dar lugar a um nome mais próximo da chefia.

Matemática que convém 

A coluna fica espantada com o malabarismo da Record para pleitear glórias no Ibope. Quando vence a Globo por um décimo de vantagem, o canal de Edir Macedo crava que foi líder “isolada”. Quando perde para o SBT pelo mesmo um décimo, a terceira colocação transforma-se em “vice-liderança”, simplesmente assim, sem ser “isolada” ou “absoluta”. Alguém explica?

CONTINUE LENDO →

João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email [email protected].

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com