Esposa de Cid Moreira esclarece polêmica sobre adoção de filho adulto

Cid Moreira
Cid Moreira ao lado da esposa, Fátima; briga familiar é exposta na internet (Imagem: Reprodução / Instagram)

Fátima Moreira, esposa de Cid Moreira, falou pela primeira vez sobre Roger Moreira, adotado pelo jornalista. O ex-âncora do Jornal Nacional decidiu tirá-lo do testamento por um conflito familiar. Fátima contou em um vídeo de mais de 13 minutos que a adoção aconteceu quando Roger já era adulto.

A mulher do famoso ressaltou que ele não pode comentar o processo por estar em segredo de Justiça.

“Ele foi adotado adulto, não foi abandonado bebê pelo Cid. Tinha pai e mãe, ele deixou pai e mãe para ser adotado pelo Cid e pela tia já adulto”, explicou.

Em entrevista à Record, Roger mostrou o documento atribuído a Cid Moreira o tirando da herança. Em 2008, o cabeleireiro falou sobre o risco de reverter a adoção.

“Foi uma vida normal, ele sempre foi muito preocupado com meu futuro. Ele era casado com minha tia. Eles foram ao Sul e eu vim passar o Dia da Criança aqui no Rio. Houve aquela ligação. Tinha 14 anos e fui adotado com 20. Foi quando eu decidi viver a minha vida. As coisas passaram a mudar um pouco”, relatou.

A atual esposa de Cid Moreira explicou que a adoção aconteceu no casamento anterior. “Cheguei na vida do Cid em 2000, nos conhecemos no Ceará e esse moço estava com ele, ainda não era adotado. Já era um moço adulto e fazia dois anos que ele [Cid] havia se separado da tia desse rapaz — ele é adotado pelo Cid e pela tia”, confirmou. “Não é uma questão para eu julgar o porquê fizeram isso. Ele já era adulto”, pontuou.

“O Cid conheceu ele e os dois irmãos e ajudaram a mãe e o pai dele a se instalarem aqui. Cid ajudou ele a montar uma loja no Leblon, porque era isso que ele fazia no Sul. Ele voltou ao Rio Grande do Sul e o Roger voltou algumas vezes para cá na adolescência dele”, revelou.

A crise entre Cid e Roger foi motivada pelos custos de manter um estúdio que Roger trabalhava. Fátima lembrou que Cid deixou o salão e Roger decidiu processá-lo:

“Não tinha mais sociedade com a ex-mulher, mais nenhuma relação profissional com ele. Estávamos fora do país quando saiu a notícia, foi constrangedor. Eles pararam de relacionar”.

No processo de 2008, Roger pediu 1 milhão a Cid, mas a Justiça negou. “Sei pouco sobre isso, então nem posso falar. Sei que o Cid começou a trabalhar desde cedo. Estou assistindo essas histórias aí que tive pouco envolvimento. Está tranquilo comigo. E ele, que é mais velho, tem muitas histórias”, continuou.

Mas eu não tenho nada com isso, não tive tempo de ter afeto com os meninos. Agora tá processando o Cid de novo e tá falando de amor. Sinto muito por isso. Cid, 74 anos trabalhando. O Cid fez a Bíblia completa, esse rapaz ajudou com 24 CD’s, pagou certinho”, desabafou.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›