Ex-BBB Adrilles causa polêmica ao defender Bolsonaro e Felipe Neto reage

Adrilles
Ex-BBB Adrilles polemizou ao sair em defesa de Bolsonaro (Imagem: Reprodução/ YouTube)

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem parido), o ex-BBB Adrilles saiu em defesa do político ao comentar as acusações de corrupção envolvendo o Governo Federal na compra de vacinas contra a covid-19.

De acordo com o contratado da rádio Jovem Pan FM, Bolsonaro não “roubou” da população quando aparentemente fazia “rachadinhas”. Para o famoso, se houve um acordo entre “patrão” e “funcionário”, não existe roubo e sim “corrupção”. “Se alguém decidir de comum acordo te dar um dinheiro, não é roubo”, pontuou.

A declaração de Adrilles foi feita após o UOL ter divulgado que a fisiculturista Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada do presidente, contou, em gravações inéditas, que o presidente da República demitiu um irmão dela, André Siqueira Valle, porque ele se recusou a entregar a maior parte do salário de assessor do então deputado federal.

Andrea e André são irmãos de Ana Cristina Siqueira Valle, segunda esposa de Jair Bolsonaro, que ocupou o mandato de parlamentar na Câmara dos Deputados entre 1991 e 2018.

No Twitter, Felipe Neto reagiu à declaração do comentarista. “Um ex-BBB que virou defensor oficial do Presidente na rádio Jovem Klan acabou de falar que: ‘RACHADINHA NÃO É ROUBO’. Porque o político combina com um funcionário dele devolver parte do salário, então é um acordo, não é roubo. Pode rir”, disparou.

Falando no ex-BBB, recentemente ele, que sempre comentou sobre a ótima relação que manteve com Pedro Bial após sua participação no reality show da Globo, confessou que as coisas mudaram nos últimos tempos. O escritor apontou que o motivo tem relação com o presidente Jair Bolsonaro.

Ao programa +1PodCast, o filósofo afirmou: “Eu amo o Pedro Bial, mas ele não gosta mais de mim, pelo menos se afastou. Mas a amizade com ele foi muito bacana”.

“O Bial é um inglês. Ele visualiza minhas mensagens, mas não responde. O Bial me amava, me chamava de irmão. Ele me procurou, ele falava comigo, a gente trocava figurinha, trocava livro, trocava ideia, a gente debatia sobre diversas coisas, mas ele entrou nessa onda de Bolsonaro genocida”, continuou o ex-BBB.

Adrilles, então, expôs um comentário feito pelo apresentador do Conversa com Bial contra ele: “Um dia ele chegou pra mim e disse: ‘Você virou um defensor feroz desse genocida’. Então, eu falei: ‘Ah Pedro, é uma coisa meio infantil isso’”.

“Não é que ele brigou comigo, pela diferença de opinião ideológica, política, acho que até pela questão da Globo, porque a Globo vê hoje o Bolsonaro como nazista“, completou o ex-BBB, que atualmente é contratado da rádio Jovem Pan.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›