Ex-BBB Arthur Picoli recebe ameaças de morte e denuncia caso chocante

Arthur Picoli
Ex-BBB Arthur Picoli recebe ameaças de morte e denuncia caso chocante (Imagem: Reprodução / Instagram)

Arthur Picoli durou bastante no BBB 2021 e saiu com uma legião de fãs, mas mostrou que nem tudo são flores. O homem de Conduru (ES) relatou que tem recebido mensagens pesadas, inclusive com ameaças de morte, envolvendo ele e sua família.

O instrutor de crossfit começou falando do que anda recebendo na aba de mensagens privadas do seu perfil do Instagram, condenando esse comportamento criminoso:

Passando para falar com vocês sobre uma parada chata que não falei ainda, mas que acredito que já está passando dos limites e enchendo o saco. Galera perde a noção das coisas, o pessoal é doente, na boa. Isso, para mim, é doença e meter minha família no meio não é legal”.

Continuando o desabafo, Arthur ainda contou que tem internautas o ameaçando de agressão, dizendo que tem seu endereço e colocando pessoas mais próximas nesse combo:

Estou viajando, como todo mundo sabe. Vim aproveitar meu aniversário e descansar com uns amigos e tenho que acordar com esse tipo de mensagem. Se liga só no que meus amigos e minha família estão recebendo. Brother, se for fazer, só vem”.

Nos prints que postou, o ex-BBB mostrou que recebeu imagens de caixão, e uma das mensagens fez menções a seu antigo romance com Carla Diaz, comentando em fotos de seu sobrinho e até insinuando que houve uma relação sexual com Gil do Vigor:

Quando você for para Conduru, pode ter certeza que eu vou lhe pegar no caminho. Vou te mostrar como é um homem, palhaço filha da p#ta, banana, escroto, mentiroso do caral#o. Eu sei onde você mora, sua placa do carro. Sigo seus passos, otário (…) Tô preparando uma bomba para colocar no seu carro e você morrer queimado”.

Confira:

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›