Exclusivo: Globo planeja aposentar jornalistas veteranos, promover jovens e desfalcar concorrência

Globo
Globo vai dar espaço a jovens talentos e “aposentar” veteranos (Imagem: Reprodução – GloboNews – Globo – CNN Brasil / Montagem – RD1)

Colaborou João Paulo Dell Santo

2020 ficará marcado pelas muitas demissões nas maiores redes de TV do país. As da Globo, pelo que a emissora representa em audiência e mídia, despertaram mais atenção da imprensa e do público. O processo de “reestruturação”, conforme apurado por esta coluna do RD1, segue no canal carioca. Outros veteranos, de frente das câmeras e dos bastidores, deixarão a casa nos próximos meses.

Dois âncoras do Rio de Janeiro, sendo um homem e uma mulher, além de um veterano repórter carioca, serão desligados em breve, seguindo o caminho de Luís Fernando Silva Pinto. Em São Paulo, dois repórteres mais experientes e um âncora também darão lugar a jovens talentos.

Com as vagas que serão abertas, nomes em evidência dentro do Grupo Globo devem ganhar cada vez mais espaço. Cesar Tralli, é notório, integra esta lista – há quem aposte nele, inclusive, como sucessor de William Bonner na bancada do Jornal Nacional. Tralli, titular do SP1, tem sido o fiel da balança na disputa entre a Edição das 18h e o CNN Prime Time, do ex-global Márcio Gomes. Atualmente, além de substituir Leilane Neubarth no canal pago, cobre as férias de Maju Coutinho no Jornal Hoje e virou substituto de Renata Lo Prete no Jornal da Globo.

Por falar em GloboNews, Aline Midlej, que hoje comanda sozinha o Edição das 10h, e Lilian Ribeiro também devem ganhar posições de destaque em um curto espaço de tempo. A dupla é muito bem avaliada internamente. Marcelo Cosme, do Em Pauta, é outro profissional cotado para voos mais altos, inclusive em telejornais locais e de rede da Globo. O mesmo se pode dizer do competente Nilson Klava. O repórter promete repetir a trajetória de Murilo Salviano, que deixou a GloboNews para tornar-se um dos maiores destaques do Fantástico.

Globo
Além de crias da casa, Globo analisa nomes da concorrência e disponíveis no mercado (Imagem: Reprodução – Band – Instagram – Twitter / Montagem – RD1)

Cabe salientar que esse processo de renovação da Globo envolve também personagens de outros canais que estão em conversa com o plim plim ou foram sondados nos últimos tempos. Uma das mais bem-sucedidas apostas da CNN Brasil, Daniela Lima é citada constantemente nos bastidores da GloboNews. Daniel Adjuto, que transita por todos os horários, também foi alvo de cobiça do Grupo Globo em pelo menos três oportunidades – e ainda é.

Na Band, Paula Valdez, Cynthia Martins, vista como versátil e super competente, e Douglas Santucci passaram a chamar a atenção nos últimos meses. Maicon Mendes, responsável pelos picos de audiência dos telejornais matutinos e uma coleção de furos, e que foi desligado da Band recentemente, negocia com dois canais atualmente. Em razão do DNA jornalístico, a TV dos Saad é importante “fornecedora” de mão de obra para a concorrência, principalmente Globo e Record.

Além da Globo, CNN Brasil também segue de olho em talentos da concorrência. Patrícia Vasconcellos, correspondente nos Estados Unidos, e que arrebatou os prêmios de Melhor Direção e Melhor Filme de Justiça Social do New York International Film Awards 2020, por Toque de Recolher, é um dos nomes que despertam o interesse de Douglas Tavolaro, a exemplo de Fábio Diamante.

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›