Fabio Turci relata racismo sofrido por cinegrafista e faz desabafo na Globo

Fabio Turci
Fabio Turci revela racismo sofrido por cinegrafista da Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

Fabio Turci revelou uma história fora do roteiro do SP1 desta quinta-feira (14), envolvendo Itamar, cinegrafista da Globo e vítima de racismo. O desabafo ao vivo do jornalista foi motivado por outro caso de preconceito em Santos, no litoral de São Paulo.

O telejornal informou que um jovem foi abordado pela polícia porque, segundo o agente, tinha “cara de ladrão”. No ar, Turci deu como exemplo o colega que estava conduzindo uma das câmeras do estúdio e contou:

“Um amigo meu –que está aqui no estúdio, é um dos operadores de câmera do SP1, o Itamar– um dia foi parado pela polícia porque estava dirigindo um carro bacana, da família dele. E o policial com a arma na mão perguntou o que ele estava fazendo no carro”.

O âncora disse que Itamar também sofreu racismo dentro de um shopping center, quando foi perseguido por seguranças. Ele estava no local para sacar dinheiro em um caixa eletrônico. “A gente tem que refletir”, aconselhou o repórter.

Fabio Turci fez um alerta aos telespectadores: “Essas coisas acontecem, nem sempre tão claramente, com alguém dizendo o porquê elas estão acontecendo, mas acontecem. A gente que é branco não sabe, porque não acontece com a gente”.

Confira:

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›