A Fazenda 2021: Tati Quebra Barraco minimiza importância do uso de máscara na pandemia

A Fazenda 2021
Tati Quebra Barraco solta comentário polêmico em A Fazenda 2021 (Imagem: Reprodução / PlayPlus)

Tati Quebra Barraco chamou a atenção dos internautas que estavam acompanhando o pay-per-view de A Fazenda 2021, da Record, na madrugada desta quinta-feira (7). A famosa decidiu opinar sobre a pandemia da Covid-19, mas acabou minimizando a importância do uso das máscaras.

Saiba tudo sobre A Fazenda 2021 na cobertura do RD1

Em conversa com Dynho Alves e Solange Gomes, a funkeira falou que o uso dos acessórios “não quer dizer nada” e falou da necessidade de trabalhar. Tudo começou com os peões lamentando a saudade de seus famíliares.

“Tem hora que a saudade do pessoal bate, agonia“, apontou Dynho. “Eu fico pensando que eu tô pra melhorar o meu futuro e, consequentemente, da minha família”, declarou Solange, tentando dar força ao famoso.

A ex-banheira do Gugu, então, declarou que era bom os colegas aproveitarem o período de confinamento devido à falta de oportunidades em razão da pandemia do coronavírus. “É normal. Dá uma tranquilidade a mais e aproveita aqui o tempo. Lá fora as coisas não estão fáceis, gente. Se aqui está difícil, lá está pior”, afirmou ela.

“Ainda mais a gente que ajuda família”, acrescentou Tati. “Reclamar eu não reclamo, não”, ressaltou Dynho. “Trabalho, oportunidade, nossas as coisas tão bem difíceis”, disparou Solange.

Tati Quebra Barraco, então, desabafou sobre o vírus e sobre a paralisação dos shows: “É, nosso é porque trabalha com shows e não tá podendo. Então, a gente vive do Instagram”.

“E é o que a gente gosta e amo fazer. Pelo menos o que eu amo fazer é estar em cima do palco fazendo show, cantando e dançando”, ressaltou o dançarino. “E não tá dando pra fazer, né?”, indagou Solange.

Tati disparou que não existe dificuldade para fazer shows e que, segundo ela, o risco é ser criticada pela mídia. “Não é que não está dando. Tem lugar que está rolando, mas, pra mim, não criticando cada um sabe a temperatura da sua panela, mas pra gente não é uma boa. Sai na mídia e queima a gente”, afirmou.

“Daqui a pouco a gente crê que isso vai passar e a gente fica queimado. Fazer um show que não pode estar fazendo é R$ 50 mil de multa no Rio. Show não para”, comentou.

“Tem alguns que fazem e tão nem aí”, afirmou Dynho. “Tem alguns que fazem e não dá em nada. Tem alguns que fazem e se complicam”, reforçou Tati.

Solange Gomes reforçou que tem cumprido à risca as medidas de isolamento social. “Eu não vou pra aglomeração. Eu tenho medo. Tô sendo muito honesta, tá gente?“, disparou.

“Se for pensar no mercado, é aglomeração total. Pessoal sai pra trabalhar e van e ônibus é lotado. BRT, então, não se fala. Tu vê essas estações de São Paulo do metrô”, apontou a outra peoa. “Lotada. Tati, você concorda comigo que quando tem shows e eventos as pessoas vão pra lá e ficam sem máscara porque tão bebendo e conversando com os amigos. A probabilidade é maior, né? Tem isso”, questionou Solange.

Tati, então, ressaltou: “Mas não é só isso. O que eu tô te falando. No mercado a pessoa até entra de máscara, mas a máscara não quer dizer que você não vai pegar, não, filha”. “Sim”, concordou Dynho. “Mas protege mais”, rebateu Solange. “Protege, mas não quer dizer nada”, criticou a cantora.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›