Felipe Andreoli quebra o silêncio após ser exposto por bolsonaristas

Felipe Andreoli
Felipe Andreoli reage após ataques de bolsonaristas (Imagem: Reprodução / Globo)

Felipe Andreoli se tornou o mais novo alvo dos eleitores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Depois que o apresentador do Globo Esporte SP criticou Maurício Souza, do vôlei, os bolsonaristas levantaram posts antigos com comentários preconceituosos dele.

Após os ataques, o contratado da Globo se manifestou em suas redes sociais e afirmou que as coisas que escreveu em 2010 não foram corretas. “Sim, o print é eterno. Coisas que foram ao ar, coisa que escrevi e falei estão documentadas. Absurdos”, definiu.

“O que era considerado piada, hoje sabemos que mata. E por isso é crime”, acrescentou. “O mundo mudou, longe de ser suficiente. Mas tenho orgulho de ter aprendido, estudado a ponto de poder lutar e combater no lado certo”, pontuou.

O repórter deixou claro que “o Andreoli de 2021 é muito diferente do de 2010”, citou o seu eu do amanhã e finalizou:

“Eu quero aprender, o tempo todo. Cada vez mais. Eu tô aqui para mudar e parar mostrar que faz parte da construção do ser humano. Os prints do passado, o meu vídeo de ontem e os registros do Andreoli de amanhã guardarei para mostrar para os meus filhos, sobre o meu caminho humano, sobre o processo histórico que vivemos. E seguirei atento para ser um agente ativo no caminho de uma sociedade de liberdade e respeito”.

Polêmica

Bolsonaristas resgataram um pacote de mensagens de Felipe Andreoli com teor homofóbico e racista. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), por exemplo, expôs uma publicação no Twitter do jornalista.

No post, de 2010, o ex-CQC, faz uma homenagem no dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março.

“Parabéns a todas vocês, mulheres do Brasil e do mundo. Vocês são nossa alegria! Imagina um mundo sem mulher? Seríamos todos homossexuais”, escreveu o famoso, na época.

O filho do presidente da República, então, cutucou: “Ser homossexual é ruim? Você tem horror a homossexuais? Não adianta apagar… mas claro, vai mentir que se reconstruiu, que aprendeu a ser mais evoluído”.

Em outra mensagem, Andreoli declarou: “O Gabão teria mais chances contra o Brasil se a bola tivesse rolado durante o apagão”.

Confira:

MAIS LIDAS

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›